Busca avançada
Ano de início
Entree

Prevenção ao uso de álcool e drogas: levantamento da prevalência de uso de álcool e drogas na população de estudante do ensino fundamental e médio do município de Botucatu

Processo: 09/01004-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Florence Kerr Correa
Beneficiário:Sandra Aparecida Nunes de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/52371-1 - Prevenção ao uso de álcool e drogas - levantamento da prevalência de uso de álcool e drogas na população de estudantes do ensino fundamental e médio do Município de Botucatu, AP.R
Assunto(s):Epidemiologia   Transtornos relacionados ao uso de substâncias   Transtornos relacionados ao uso de álcool   Álcool   Prevenção do abuso de drogas   Estudantes   Botucatu (SP)

Resumo

Um estudo realizado em São Paulo mostrou que os estudantes que haviam feito uso de drogas na vida (exceto álcool e tabaco) tiveram maior porcentagem de defasagem escolar, além de haver faltado mais nos 30 dias antecedentes a pesquisa, fato encontrado em todas as classes sociais, em ambos os gêneros. A faixa etária predominante de consumo foi entre 16 e 18 anos e 18 anos ou mais. O estudo não encontrou diferenças estatisticamente significantes entre os sexos feminino e masculino, exceto para uso pesado, predominante em homens. (Galduroz et al, 2004). O objetivo inicial deste projeto foi de avaliar uma amostra probabilística de cerca de 1000 alunos, representativa de cerca de 13.500 estudantes do ensino fundamental (a partir do 5º ano) e médio do município de Botucatu das escolas municipais, estaduais e particulares, do nível socioeconômico e dos períodos diurno e noturno. As entrevistas estão sendo feitas individualmente, com questionário padronizado de cerca de 100 questões, após o consentimento livre e esclarecido dos pais e do próprio adolescente. O presente projeto é uma parceria do Departamento de Neurologia, Psicologia e Psiquiatria da Faculdade de Medicina da UNESP com a Prefeitura Municipal, através das Secretarias de Educação, Saúde e Segurança e a Diretoria de Ensino e auxílio do Instituto de Biociências da UNESP. Não há levantamentos do uso de álcool e drogas feitos entre esta população de Botucatu, mas há indicações de que o uso excessivo de álcool bem como problemas associados é freqüente. O objetivo deste trabalho é determinar a prevalência do uso de álcool e drogas entre estudantes do ensino fundamental e médio de Botucatu visando medidas preventivas, políticas e estratégias públicas posteriores.