Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da qualidade da água das áreas aquícolas do município de Cananéia (SP) com vistas ao cultivo de moluscos bivalves

Processo: 09/01314-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Helcio Luis de Almeida Marques
Beneficiário:Luciene Mignani
Instituição-sede: Instituto de Pesca. Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/57336-7 - Estudo da qualidade de água das áreas aquícolas do município de Cananéia (SP) com vistas ao cultivo de moluscos bivalves, AP.R
Assunto(s):Qualidade da água   Maricultura

Resumo

A boa qualidade da água é fator imprescindível para o bom desenvolvimento de organismos aquáticos cultivados. Por outro lado, o licenciamento ambiental das áreas aquícolas é instrumento essencial para a regularização e o ordenamento da atividade da aqüicultura marinha ou maricultura. A IN 06, de 31 de maio de 2004 prevê como parte dos critérios necessários ao licenciamento ambiental das áreas destinadas à maricultura, a caracterização da qualidade da água local, sendo que para corpos d'água marinhos e estuarinos os parâmetros mínimos exigidos são: pH, temperatura, transparência, salinidade, condutividade, nitrogênio total, fósforo total, clorofila "a", matéria orgânica particulada, coliformes totais e fecais. O presente trabalho objetiva avaliar alguns aspectos da qualidade da água das áreas aquícolas já demarcadas no município de Cananéia (SP), através do estudo da sua sazonalidade e variação espaço-horizontal e da comparação dos resultados obtidos com os limites estabelecidos na Resolução CONAMA 357/05 para águas salobras, classe 1 (aqüicultura e pesca) com o objetivo de verificar a adequação das mesmas a essa Resolução. Ao mesmo tempo, os resultados serão discutidos com informações levantadas na literatura sobre os limites fisiológicos dos bivalves atualmente cultivados na região (Crassostrea rhizophorae e Perna perna), podendo ainda vir a subsidiar tecnicamente o licenciamento ambiental das áreas estudadas nos termos da IN 06 / 2004