Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do treinamento de força muscular associado ou não a terapia de reposição hormonal em mulheres peri e pós menopausais sobre os tecidos muscular, ósseo e equilíbrio

Processo: 09/01467-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2009
Vigência (Término): 30 de novembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Daniela Cristina Carvalho de Abreu
Beneficiário:Maria Izabel Fernandes de Arruda Serra Gaspar
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/54596-0 - Efeito do treinamento de força muscular associado ou não à terapia de reposição hormonal em mulheres peri e pós menopausais sobre os tecidos muscular, ósseo e equilíbrio, AP.R
Assunto(s):Atividade física   Densitometria óssea   Fisioterapia   Equilíbrio postural   Terapia de reposição hormonal   Mulheres

Resumo

O objetivo desta pesquisa é avaliar o efeito de um protocolo de exercício físico no equilíbrio estático e dinâmico em mulheres pós-menopausais. Todas as etapas serão acompanhadas pelas coordenadoras da pesquisa. Será formado um grupo de mulheres na pós-menopausa (de 1 a 5 anos após a menopausa) e um grupo formado por mulheres jovens, entre 20 a 30 anos, que será utilizado para comparação dos dados. O Grupo 1, constituído de mulheres pós-menopausais (n=60) será dividido em três subgrupos: 1A (n=20), 1B (n=20) e 1C (n=20) . O subgrupo 1A não fará terapia de reposição hormonal (TRH) e participará do protocolo de exercícios. O subgrupo 1 B fará TRH e também participará do protocolo de exercícios. Todas as mulheres em TRH farão uso diário da mesma droga (valerato de estradiol 1mg e norgestimato 0,5mg). O subgrupo 1C fará apenas a TRH. A indicação da TRH será feita pelo médico especialista, responsável pela paciente e esta será encaminhada ao projeto de pesquisa. As voluntárias deverão iniciar a TRH concomitantemente ao início da atividade física. O subgrupo 1A será composto por mulheres que não fazem uso de nenhuma terapia que interfira no metabolismo ósseo, enquanto os subgrupos 1B e 1C serão compostos por mulheres que fazem uso da terapia de reposição hormonal (TRH). O grupo 2 (n=30) será formado por jovens saudáveis, com ciclos menstruais regulares e que não façam uso de contraceptivo oral. As avaliações iniciais que incluem a avaliação de equilíbrio estático e dinâmico com o sistema Polhemus, avaliações de postura e força muscular serão realizados por outro pesquisador que não saberá a que grupo as mulheres fazem parte (com TRH ou não). A bolsista TT-3 será responsável pelo recrutamento das voluntárias, randomização e pela execução do protocolo de exercícios para as mulheres do grupo 1, o qual terá duração de 3 meses, 3 vezes por semana, sendo que 2 vezes por semana incluirá exercícios específicos para fortalecimento muscular, com duração de 60 minutos e 1 vez por semana será realizada caminhada de 60 minutos. Após o período de 3 meses de exercícios, as mulheres serão reavaliadas pelo mesmo investigador inicial. As mulheres do grupo 2 serão apenas avaliadas, não participando do protocolo de exercício físico. Com o estudo, espera-se melhorar o equilíbrio estático e dinâmico das mulheres submetidos a este protocolo, além de observar a interferência da TRH sobre as variáveis analisadas. Isso justifica a renovação de bolsa para que um fisioterapeuta graduado realize uma das partes dessa pesquisa, após ser treinado pelas coordenadoras do projeto. (AU)