Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de polimorfismos do cromossomo X na população brasileira

Processo: 09/02613-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2009
Vigência (Término): 31 de março de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Regina Maria Barretto Cicarelli
Beneficiário:Juliana Wild Campos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/10505-4 - Estudo de polimorfismos do cromossomo X na população brasileira, AP.R
Assunto(s):Antropologia forense   Brasil   Cromossomo X

Resumo

A identificação humana por meio da análise do DNA é realizada pelo estudo de regiões polimórficas, como as regiões de repetições consecutivas curtas (STR). Para utilização destes marcadores na identificação humana é importante conhecer a distribuição dos alelos na população a qual o indivíduo pertence, visto que esta varia entre diferentes populações. Isto se torna ainda mais importante no caso do cromossomo X, pelo fato da mulher apresentar dois cromossomos e o homem apenas um o que faz esperar que maiores distâncias genéticas sejam obtidas entre as populações. Diante do exposto, este projeto tem como objetivo primordial determinar as freqüências alélicas e os parâmetros estatísticos de interesse na prática forense e em testes de paternidade para 10 STRs do cromossomo X na população brasileira dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais. Para tanto, serão analisados 1.000 indivíduos não aparentados e a extração do DNA será realizada com reagente de purificação FTA (Whatman), seguido por reação de amplificação em sistema multiplex não comercial. A tipagem dos loci será obtida através da corrida eletroforética no seqüenciador automático 3130 (Applied Biosystems) e os parâmetros estatísticos serão calculados com auxílio do software Arlequin e Excel. O software MEGA será utilizado para construção de gráficos de distância genética. Secundariamente, este projeto também se propõe a projetar e implementar um banco de dados genético brasileiro de freqüências alélicas do cromossomo X, disponibilizado via Internet, que irá compilar informações de freqüências alélicas de marcadores do cromossomo X, obtidas a partir dos resultados deste estudo e daqueles publicados por outros pesquisadores nas diversas regiões do Brasil, funcionando desse modo como mais uma ferramenta para a Polícia Técnico-Científica e os Laboratórios de DNA para elucidação de casos forense/criminais no contexto brasileiro. Por fim, serão também analisadas amostras do Instituto de Criminalística do Estado de São Paulo e do Projeto "Caminho de Volta" da Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo-USP, de casos ainda não solucionados.Para isso serão aplicados os resultados de freqüências alélicas obtidas neste estudo.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.