Busca avançada
Ano de início
Entree

F.s.p.anticorpos policlonais e monensina sodica para bovinos jovens confinados com dietas de alto concentrado: desempenho, qualidade de carne e carcaca e saude do rumen.

Processo: 09/08202-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de junho de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Mário de Beni Arrigoni
Beneficiário:Fernando Salvador Parra
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/58993-4 - Anticorpos policlonais e monensina sodica para bovinos jovens confinados com dietas de alto concentrado: desempenho, qualidade de carne e carcaca e saude do rumen., AP.R
Assunto(s):Carcaça   Eficiência   Confinamento   Monensin   Sangue

Resumo

Serão utilizados 96 animais machos; sendo 48 da raça Nelore e 48 da raça Brangus; inteiros, desmamados aos sete meses de idade, com peso vivo médio inicial de 250 kg e provindos de sistema creep feeding. O delineamento experimental será de esquema fatorial 2x2 em parcelas subdivididas sendo: 2 (grupos genéticos) e 2 (aditivos alimentares), avaliados em três períodos (dietas) propostos. Todos os animais estarão submetidos à mesma dieta (ad libitum), tipo de alojamento e manejo. Os animais serão mantidos em baias de piso de concreto de fácil limpeza com uma lotação de quatro animais por baia. Assim, cada tratamento será composto de seis baias, totalizando 24 baias no experimento. Os animais receberão as dietas experimentais duas vezes ao dia (manhã e tarde) com água constante nos bebedouros automáticos. As dietas apenas serão diferentes no tocante aos aditivos alimentares utilizados: monensina sódica ou anticorpos policlonais, ambos sólidos na forma de pó e na dosagem de 3g/animal/dia. Diante da eventual proibição ao uso de antibióticos em dietas de ruminantes surge a necessidade de se buscar desde já novas alternativas para um eventual substituto para os ionóforos, o qual apresente, no mínimo, o mesmo potencial e economicidade, mas sem efeitos maléficos sobre a saúde humana. O objetivo deste projeto é estudar os efeitos dos anticorpos policlonais aviários preparados contra as bactérias ruminais Streptococcus bovis, Fusobacterium necrophorum e cepas de bactérias proteolíticas (Clostridium aminophilum, Peptostreptococcus spp e Clostridium sticklandii) no desempenho, características de carcaça e carne, incidência de abscesso hepático e anormalidades ruminais, colesterol sanguíneo, acidose metabólica e comportamento ingestivo em bovinos jovens mantidos em confinamento e alimentados com dieta de alto concentrado.