Busca avançada
Ano de início
Entree

Formas de antecipação e fontes de nitrogênio para feijoeiro em sucessão à gramíneas forrageiras no sistema plantio direto

Processo: 09/09267-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Rogério Peres Soratto
Beneficiário:Edicléia Baron Golpian
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/07536-2 - Formas de antecipação e fontes de nitrogênio para feijoeiro em sucessão a gramíneas forrageiras no sistema plantio direto, AP.R
Assunto(s):Manejo e tratos culturais   Capim braquiarão   Panicum maximum   Phaseolus vulgaris   Volatilização

Resumo

A inclusão de gramíneas forrageiras no sistema de plantio direto, mediante a consorciação destas com culturas graníferas, tem sido uma alternativa interessante para proporcionar boa cobertura do solo, mantendo a sustentabilidade do sistema e aumentando a produtividade das culturas subseqüentes. Uma das culturas que tem tido bons resultados em sucessão a gramíneas forrageiras no sistema plantio direto é o feijoeiro. Nesse sistema, tem surgido a possibilidade de novas alternativas de manejo da adubação nitrogenada e alguns agricultores têm realizado a aplicação antecipada de todo o N na planta produtora de palha, ou sobre a palhada às vésperas da semeadura do feijoeiro, independente da fonte do elemento, tomando como critério, em muitos casos, apenas o custo da unidade do nutriente. Porém, ainda existem muitas dúvidas a respeito da viabilidade da técnica dessa prática, nesse sistema de produção. O presente projeto de pesquisa tem por objetivo avaliar: a) a viabilidade da aplicação de fontes de nitrogênio na planta produtora de palha, visando o suprimento de N para o feijoeiro em sucessão a Brachiaria brizantha e Panicum maximum; b) a viabilidade da aplicação de fontes de nitrogênio sobre palhada de Brachiaria brizantha as vésperas da semeadura do feijoeiro e, c) as perdas de N mediante o uso de fontes e da antecipação da adubação nitrogenada na planta produtora de palha ou sobre a palhada, visando o suprimento de N para o feijoeiro no sistema plantio direto. Para tanto, serão conduzidos três experimentos, durante dois anos agrícolas, seguindo delineamento experimental em blocos casualizados, em esquema de parcela subdividida, com quatro repetições. Em todos os experimentos, as parcelas serão constituídas por duas fontes de nitrogênio (sulfato de amônio e uréia). As subparcelas serão constituídas por seis formas de parcelamento N (0-0 (testemunha), 100-0, 70-30, 50-50, 30-70 e 0-100 kg ha-1 de N, respectivamente, antecipado e em cobertura). Nos experimentos I e II, a antecipação do N será feita na planta de cobertura, Brachiaria brizantha cv. Marandu e Panicum maximum cv. Mombaça, respectivamente, cerca de 20 dias antes do manejo (dessecação) e/ou em cobertura no feijoeiro (estádio V4). No experimento III, o N será aplicado a lanço sobre palhada da planta de cobertura, no mesmo dia da semeadura do feijão, e/ou em cobertura da cultura, quando as plantas estiverem no estádio V4. Os experimentos serão instalados em áreas formadas pelo consórcio de forrageiras com a cultura do milho. A aplicação de nitrogênio será em superfície, sem incorporação. Serão avaliados: a) produção, persistência de palhada e quantidade de nitrogênio contido na palha; b) quantidade de nitrogênio mineral no solo; c) perda de nitrogênio por volatilização de amônia; d) matéria seca e quantidade de N na parte aérea do feijoeiro; e) teor de N nas folhas; f) componentes da produção; g) produtividade de grãos do feijoeiro e, h) fator de utilização do N aplicado.