Busca avançada
Ano de início
Entree

Reengenharia do ambiente VisualRT visando ao uso de componentes plugáveis para suportar diferentes sistemas operacionais de tempo real

Processo: 09/10207-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2009
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Metodologia e Técnicas da Computação
Pesquisador responsável:Roxana Teresa Gonzalez Vargas Bozo Moron
Beneficiário:Fernando Sales Panont
Empresa:Quadros Systems Brasil Ltda
Vinculado ao auxílio:06/60945-5 - Reengenharia do ambiente VirtualRT visando ao uso de componentes plugáveis para suportar diferentes sistemas operacionais de tempo real, AP.PIPE
Assunto(s):Sistemas de tempo-real   Engenharia de software   Sistemas embarcados

Resumo

A redução nos custos dos processadores e o surgimento de redes mais velozes para conectá-los estão viabilizando a construção de poderosos sistemas paralelos, capazes de suportar aplicações que manipulam grandes volumes de dados e demandam alta capacidade de processamento. Embora estes sistemas estejam cada vez mais presentes em áreas de aplicação onde é preciso garantir alto desempenho e confiabilidade (multimídia, metereologia, robótica, instrumentação médica, aeronáutica, computação móvel, além de outras), a programação paralela tem se mostrado significativamente mais complexa que a programação seqüencial, principalmente porque envolve a necessidade de sincronização entre processos e a análise das dependências de dados. O uso isolado de softwares tradicionais, tais como compiladores e editores de texto, não tem sido suficiente para tratar esta complexidade de forma adequada. Para reduzir estas dificuldades, a Quadros Brasil Ltda, antiga Eonic Brasil Ltda, desenvolveu a ferramenta VisualRT, que proporciona uma interface de alto nível para o desenvolvimento de aplicações de tempo real executadas em máquinas paralelas. Ao contrário da abordagem tradicional, onde a implementação do programa é executada diretamente no código fonte, o VisualRT oferece um nível de abstração mais elevado, onde é possível representar graficamente a maior parte das características da aplicação. Através do ambiente integrado de desenvolvimento provido pela ferramenta, o usuário desenvolve um modelo gráfico do sistema de tempo real capaz de representar o paralelismo e as restrições temporais presentes nestes sistemas. Este modelo gráfico pode ser complementado com descrições textuais, ou seja, segmentos de código fonte criados pelo usuário. A partir destas informações, o VisualRT gera automaticamente o código fonte, constrói os arquivos executáveis, carrega e executa a aplicação na máquina paralela . Apesar das vantagens que o VisualRT oferece em relação aos métodos de programação convencionais, o esforço para portá-lo a novos sistemas operacionais de tempo real (SOTRs) é um fator que tem limitado o seu crescimento e utilização no mercado. Para superar esta limitação, a Quadros Brasil resolveu reestruturar o VisualRT, de modo a portá-lo mais facilmente para novos SOTRs. Este processo de reengenharia terá como resultado a criação de uma ferramenta gráfica de programação portátil e abrangente, capaz de prover representações gráficas para os objetos e serviços da grande maioria dos SOTRs. Para atingir este objetivo, o VisualRT será transformado em um ambiente extensível e independente das especificidades de cada sistema. Através da infra-estrutura oferecida por um SDK (Software Development Kit), será possível gerar componentes plugáveis capazes de interagir com o VisualRT, configurando dinamicamente os recursos oferecidos pela ferramenta de acordo com as necessidades específicas de cada SOTR. Os principais resultados esperados com a reestruturação do VisualRT são: maior facilidade para a adaptação do VisualRT a novos SOTRs; ampliação do escopo de atuação da ferramenta e o número de potenciais usuários; unificação das versões da ferramenta; maior escalabilidade e integração com softwares de terceiros, permitindo que usuários e outras empresas possam desenvolver novos módulos para ampliar as funcionalidades da ferramenta. Após a reestruturação, o VisualRT apresentará três módulos: Ambiente Gráfico, SDK e Componentes. O objetivo do projeto PIPE é o desenvolvimento do módulo Ambiente Gráfico. Este módulo será responsável por implementar a interface gráfica com o usuário (janelas, níveis de abstração e diagramas associados). Será responsável também pelo carregamento de componentes capazes de adicionar novos recursos à interface gráfica, adaptando dinamicamente a ferramenta para suportar as especificidades de diversos SOTRs.