Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão de proteínas com propriedades adesivas na superfície de esporos como estratégia para o aumento da imunogenicidade de Bacillus subtilis como veículo vacinal

Processo: 09/12178-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de outubro de 2009
Vigência (Término): 31 de julho de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luis Carlos de Souza Ferreira
Beneficiário:Juliane Pereira Afonso
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/53951-4 - Expressão de proteínas com propriedades adesivas na superfície de esporos como estratégia para o aumento da imunogenicidade de Bacillus subtilis como veículo vacinal, AP.R
Assunto(s):Bacillus subtilis   Proteínas   Esporos

Resumo

Linhagens de Bacillus subtilis são reconhecidas tanto como modelo de estudo para bactérias gram-positivas como pelas aplicações industriais na produção de proteases e condimentos alimentares, e pelos efeitos probióticos e imunomoduladores. Uma das mais recentes aplicações baseadas em B. subtilis está voltada para o uso de células vegetativas e/ou esporos como veículos vacinais administrados pela via oral. No entanto, a incapacidade de colonizar ou invadir células do trato intestinal de mamíferos reduz a imunogenicidade desses veículos vacinais e exige que múltiplas doses sejam administradas para se atingir a proteção imunológica almejada. O presente projeto tem como principal objetivo aumentar a imunogenicidade de esporos de B. subtilis, empregados como veículos vacinais administrados por via oral, por meio de expressão de duas adesinas bacterianas fusionadas a uma proteína da superfície (CotB) do envoltório esporular. Propomos a utilização de duas proteínas com propriedades adesivas/invasivas derivadas de Y. pseudotuberculosis, a invasina (InvA), e L. brevis, a proteína de superfície A (SlpA). A proposta do trabalho visa obter esporos recombinantes de B. subtilis com maior capacidade de gerar respostas imunológicas sistêmicas e secretadas a antígenos heterólogos após administração pela via oral. Como antígenos modelos, propomos o uso de LTB e CfaB, ambos derivados de linhagens patogênicas de Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC), o principal agente da diarréia dos viajantes e uma das principais causas da diarréia infantil em países em desenvolvimento.