Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação sorológica de estratégias de imunoprofilaxia da enterotoxemia causada pela toxina épsilon do Clostridium perfringens tipo D em ovinos

Processo: 09/15569-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2009
Vigência (Término): 31 de outubro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:José Rafael Módolo
Beneficiário:Selene Daniela Babboni
Instituição Sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/10957-2 - Avaliação sorológica de estratégias de imunoprofilaxia da enterotoxemia causada pela toxina épsilon do Clostridium perfringens tipo D em ovinos, AP.R
Assunto(s):Saúde pública   Ovinos   Enterotoxemia   Clostridium perfringens
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Clostridium perfringens | Enterotoxemia | imunogencidade | Ovinos | Saude Publica

Resumo

As clostridioses são enfermidades causadas por um grupo de agentes patogênicos e que representam um alto risco à atividade pecuária, em face dos significativos danos e das perdas econômicas que essas doenças provocam no rebanho. Dentre as clostridioses, a enterotoxemia é uma doença que causa grandes prejuízos nas criações de ovinos e caprinos em todo o mundo. Animais de qualquer idade podem ser acometidos, entretanto, os jovens e em boas condições nutricionais são os mais suscetíveis. A enfermidade do rim polposo, como é denominada a enterotoxemia, provocada pelos efeitos da absorção intestinal da toxina épsilon de Clostridium perfringens tipo D, é a principal causa infecciosa de mortalidade de ovinos. Seu controle envolve o correto manejo alimentar e a imunização do plantel por meio da vacinação sistemática de todos os animais. No Brasil, atualmente, tem ocorrido um incremento na produção de vacinas indicadas para as clostridioses, no entanto, há necessidade de estratégias de imunoprofilaxia adequadas para o controle da enfermidade. No presente estudo, pretende-se avaliar sorologicamente cinco tipos de vacinas (aquosas e oleosas) disponíveis no mercado brasileiro contra a enterotoxemia causada pelo C. perfringens tipo D, administradas sob diferentes estratégias de imunização em ovelhas prenhes e em cordeiros criados no sistema extensivo. A avaliação sorológica será feita pela técnica de ELISA Indireto por apresentar boa especificidade e sensibilidade, curto período de realização e leitura do teste, além da não-exposição de pessoas a agentes potencialmente infecciosos. Os títulos séricos encontrados tanto para as ovelhas quanto para os cordeiros submetidos a distintas estratégias de imunização serão tabulados para posterior comparação por análise estatística realizada pela técnica da análise de variância (paramétrica - se existir aderência à distribuição gaussiana ou não-paramétrica - na ausência da aderência) para o modelo com dois fatores independentes. Todas as discussões serão realizadas no nível de 5% de significância.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)