Busca avançada
Ano de início
Entree

Detecção de potenciais marcadores prognósticos e preditivos em neoplasia mamária de cadelas

Processo: 09/17511-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Debora Aparecida Pires de Campos Zuccari
Beneficiário:Bruna Victorasso Jardim-Perassi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/14883-6 - Detecção de potenciais marcadores prognósticos e preditivos em neoplasia mamária de cadelas, AP.R
Assunto(s):Estresse oxidativo   Marcadores prognósticos   Oncologia   Reação em cadeia da polimerase em tempo real   Glutationa   Neoplasias mamárias   ELISA

Resumo

As neoplasias mamárias são os tumores mais comuns na fêmea canina, a qual apresenta a maior incidência de neoplasias mamárias dentre todos os mamíferos inclusive quando comparada à mulher. Os tumores mamários em cadelas prestam-se como modelos apropriados e válidos ao estudo da biologia e terapêutica do câncer, uma vez que, animais de estimação têm tumores com apresentação histopatológica e comportamento biológico similares àqueles que acometem os seres humanos e também, são altamente polimórficos, originados a partir de diversas populações celulares associadas em um mesmo tumor, fato que os tornam campo emergente de pesquisa. Sabe-se que um grande número de fatores pode ser utilizado para o estabelecimento do prognóstico e evolução de cada caso, contudo, muitas vezes, estes fatores podem falhar. O estudo da expressão de marcadores prognósticos e preditivos do câncer de mama tem se revelado importante ferramenta de trabalho na rotina diagnóstica e de pesquisa. A susceptibilidade a danos oxidativos no DNA da célula e sua capacidade antioxidante são importantes no desenvolvimento e na progressão do câncer de mama. Estudos sugerem que em células tumorais, essa proteção encontra-se aumentada devido ao alto índice de estresse oxidativo, condição relacionada com a resistência à quimioterápicos. A proposta do sub-projeto 1 é verificar a expressão da glutationa e suas enzimas como marcadores prognósticos no câncer de mama em um estudo retrospectivo. Ainda, em um estudo prospectivo, verificar o estresse oxidativo por métodos bioquímicos associado ao cultivo das células tumorais e após agressão, verificar possíveis mudança na expressão da glutationa e suas enzimas. Ainda, pela facilidade e baixo custo, buscar potenciais marcadores no soro de cadelas com neoplasia mamária e no sub-projeto 2 determinar as concentrações das proteínas CA 15-3, IL-8, IL-12 e do DNA livre circulante no soro de cadelas com neoplasia mamária em diferentes momentos a partir do diagnóstico da lesão até 18 meses após a cirurgia e verificar suas variações e possível relação com o prognóstico, além de correlacionar estatisticamente os valores com amostras de 50 (cinqüenta) cadelas controle.