Busca avançada
Ano de início
Entree

Reconstituição Paleoclimática e Paleoambiental no baixo curso do Rio Ribeira de Iguape (SP) durante o Holoceno

Processo: 10/03055-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Walter Mareschi Bissa
Beneficiário:Karen Cristina Silva
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/50447-6 - Reconstituição paloclimática e paleogeográfica no baixo curso do Rio Ribeira de Iguape (SP) durante o Holoceno, AP.R
Assunto(s):Palinologia   Holoceno

Resumo

Este projeto origina-se da convergência de duas iniciativas distintas, no entanto complementares. De um lado, o interesse científico na reconstituição dos paleoclimas e paleoambientes da região do baixo Ribeira de Iguape (SP), que até o momento são muito pouco conhecidos (Bissa 1998). De outro, o interesse em integrar a pesquisa paleopalinológica à arqueológica, de modo a transformar a pesquisa em um instrumento eficaz de difusão do conhecimento mais profundo da Arqueopalinologia no Brasil. As pesquisas paleoecológicos até agora desenvolvidas no Brasil, não integraram amplamente estudos palinológicos aos arqueológicos, e os únicos trabalhos conhecidos para o Estado de São Paulo são os de Bissa et. al. (2000) e Bissa 2004, respectivamente para a região de Cananéia-Iguape (litoral/SP) e Serra de Botucatu (Planalto/SP). Destaca-se também a necessidade da implementação deste tipo de metodologia, na medida em que a maioria dos estudos disponíveis sobre o tema abrange contextos regionais muito amplos, sendo escassos estudos locais para a área a ser pesquisada.Os objetivos da presente pesquisa são reconhecer os paleoambientes e avaliar as variações ambientais ocorridas durante o Holoceno na Região do baixo Ribeira de Iguape, a partir dos estudos palinológicos em depósitos sedimentares; propor um quadro paleogeográfico consistente das variações paleoambientais que contribua para uma melhor compreensão em relação aos ambientes de deposição que formaram a Campina do Encantado e que seriam explorados pelos sambaquieiros.Com base em estudos palinológicos detalhados nos sedimentos da turfeira da área em estudo, datados pelo método do 14C, serão reconstituídos os tipos de vegetação e as paleopaisagens, e da região em estudo esperamos determinar as variações climáticas durante o Holoceno.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)