Busca avançada
Ano de início
Entree

Biologia populacional de Olivella minuta (Link, 1807) (Mollusca, Gastropoda) na praias do Araçá e Barequeçaba, São Sebastião, SP: crescimento, produção secundária e imposex

Processo: 10/06150-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2010
Vigência (Término): 31 de março de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Alexander Turra
Beneficiário:Thayana Amorim Berenguel
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/17585-6 - Ecologia populacional de Olivella minuta (Link, 1807) (Gastropoda, Olividae) na zona entremarés das praias do Araçá e de Barequeçaba, Litoral Norte do Estado de São Paulo, AP.R
Assunto(s):Olivella minuta   Bentos   Moluscos   Imposex   Ecologia marinha   Praias   Poluição da água   Tributil estanho   São Sebastião (SP)

Resumo

Olivella minuta é um gastrópode olivídeo comum em praias do litoral norte do estado de São Paulo. Entretanto, até o momento, estudos sobre essa espécie restringem-se basicamente a sua ocorrência e distribuição espacial. O presente projeto visa analisar e comparar aspectos da biologia populacional de O. minuta em duas praias protegidas (Araçá e Barequeçaba) do município de São Sebastião (SP) com características ambientais e composição da macrofauna distintas. Objetiva-se, também, verificar se as fêmeas dessas populações de O. minuta apresentam imposex. Esse fenômeno caracteriza-se pela presença de características sexuais masculinas (pênis e/ou vaso deferente) em fêmeas de neogastrópodes e é induzido por meio do uso de substâncias anti-incrustantes aplicadas nos cascos de embarcações cujo princípio ativo é constituído por compostos organoestânicos como o tributilestanho (TBT). Devido à presença do Porto de São Sebastião e do Terminal Petrolífero na região de estudo as populações de O. minuta habitantes das praias do Araçá e de Barequeçaba estão sujeitas a um risco potencial de exposição ao TBT e, conseqüentemente, ao desenvolvimento do imposex. Para essas finalidades, coletas mensais serão realizadas nas duas praias, ao longo de um ciclo anual. Em cada praia cinco transectos serão dispostos de forma aleatória, perpendicular a linha d'água. Unidades amostrais serão obtidas em intervalos de 10 metros em cada transecto utilizando-se um delimitador quadrado de 0,50 m de lado. Os parâmetros de crescimento de von Bertalanffy e a taxa de mortalidade instantânea das duas populações de O. minuta serão obtidos utilizando-se, respectivamente, ajuste não linear da relação idade-comprimento e a curva de captura convertida para o comprimento. Para estimar a produção secundária, os métodos da freqüência de comprimento e da taxa de crescimento específica em peso serão empregados. A investigação de imposex será baseada na inspeção de características masculinas, como presença de pênis e/ou vaso deferente nas fêmeas de O. minuta. Na eventualidade da detecção desse fenômeno nas fêmeas das populações de estudo, índices específicos serão empregados para a avaliação do grau desse fenômeno nas duas populações. (AU)