Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo funcional de genes fotossintéticos em cana-de-açúcar: transformação de plantas

Processo: 10/12109-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2010
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Helaine Carrer
Beneficiário:Ana Carolina Vieira Zakir Pereira
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/52066-7 - Functional genomics of photosynthetic genes in sugarcane, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Biotecnologia de plantas   Reguladores de crescimento

Resumo

Os primeiros resultados de cultura de células e regeneração de plantas in vitro de cana-de-açucar datam da década de 70. Meristemas apical e axilar e tecidos foliares imaturos são utilizados para o estabelecimento das culturas in vitro. De forma similar a outras espécies, plantas de cana-de-açúcar que se propagaram "in vitro" a partir de meristemas são consideradas mais estáveis genética e fenotipicamente do que as produzidas a partir de calos. Dessa forma, considerável esforço tem sido direcionado para investigar a adaptabilidade da cultura de meristema e micropropagação para o crescimento comercial dos cultivares de elite de cana-de-açúcar. A embriogênese tem sido relatada em um grande número de clones comerciais de cana e pode ser obtida diretamente ou indiretamente de tecido foliar. Calos embriogênicos podem ser mantidos por vários meses sem perder seu potencial embriogênico para um nível significativo. Entretanto, variabilidade genética tem sido relatada em cana obtidadas a partir de culturas in vitro. A embriogênese somática e a regeneração de planta são genótipo-dependentes e, portanto, diversos cultivares de cana podem exigir a otimização de condições específicas a fim de se tornarem aptos para experimentos de transformação. Objetivo: Desenvolvimento de protocolos de regeneração de plantas de cana-de-açucar a partir de meristemas apical e folhas imaturas inicialmente para os genótipos conhecidamente responsivos e em seguida estabelecer metodologias para aumentar a eficiência de regeneração de plantas nos genótipos considerados recalcitrantes mas de interesse agrícola na cultura. Também serão produzidos tecidos para a etapa de transformação genética do Programa Bioen.