Busca avançada
Ano de início
Entree

Eletrofisiologia da audição em indivíduos com vestibulopatias periféricas pré e pós reabilitação vestibular

Processo: 10/12734-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Carla Gentile Matas
Beneficiário:Sara Manami Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/57142-0 - Eletrofisiologia da audição em indivíduos com vestibulopatias periféricas pré e pós reabilitação vestibular, AP.R
Assunto(s):Doenças vestibulares   Vestíbulo (anatomia)   Vectoeletronistagmografia   Eletrofisiologia   Reabilitação (terapêutica médica)

Resumo

A Audiometria de respostas elétricas permite avaliar a atividade eletrobiológica do sistema auditivo, podendo ser agrupados segundo vários critérios, sendo mais freqüentes: 1) latência de resposta, 2) potencial mais característico, 3) origem de resposta ao nível do sistema auditivo, 4) natureza do potencial no sistema neuronal. A vectoeletronistagmografia é um método que permite a gravação de movimentos oculares horizontais, verticais e oblíquos, sendo possível determinar a velocidade angular real da componente do nistagmo e analisar os canais semicirculares verticais e ou nervo vestibular inferior, verificando se existe comprometimento vestibular periférico, quando a afecção se localiza no labirinto e/ou VIII par craniano até a entrada do tronco encefálico; ou central quando a afecção se situa nos núcleos vestibulares, vias de interligação e ou cerebelo. A reabilitação vestibular é composta de exercícios físicos ativos e repetitivos de olhos, cabeça e corpo e/ou manobras específicas realizadas pelo terapeuta e pelo próprio paciente, e visa diminuir a tontura e a instabilidade corporal, aumentar a estabilização no olhar, o controle postural e melhorar o bem-estar na realização das atividades do dia-a-dia. Assim, o presente estudo tem como objetivo investigar e comparar os potenciais evocados auditivos de curta, média e longa latências em indivíduos com vestibulopatias periféricas antes e após a reabilitação vestibular.