Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta cardiovascular ao teste ergométrico e a vasodilatação periférica quanto a polimorfismos genéticos de receptores adrenérgicos e da enzima sintase do óxido nítrico em indivíduos submetidos à avaliação médica cardiológica

Processo: 10/17258-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 31 de outubro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Alfredo José Mansur
Beneficiário:Théo Gremen Mimary de Oliveira
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/52992-1 - Resposta cardiovascular ao teste ergométrico e a vasodilatação periférica quanto a polimorfismos genéticos dos receptores alfa-adrenérgicos e da enzima sintetase do óxido nítrico em, AP.R
Assunto(s):Polimorfismo genético   Teste de esforço   Cardiologia

Resumo

Fundamentos: o estudo da resposta cardiovascular durante o teste ergométrico é útil na avaliação médica cardiológica, fornecendo dados diagnósticos e prognósticos sobre o sistema cardiovascular. Dados sobre a relação entre a resposta cardiovascular ao teste ergométrico e a função vascular periférica, assim como a modulação destas vias por genes associados ao sistemas adrenérgico e endotelial são escassos. Objetivo: avaliar a relação entre variáveis da resposta cardiovascular durante o teste ergométrico (capacidade funcional, resposta cronotrópica e pressórica) e a resposta vasodilatadora muscular do antebraço por meio da pletismografia de oclusão venosa quanto a polimorfismos genéticos dos receptores alfa-adrenérgicos e da enzima sintetase do óxido nítrico. Métodos: 500 indivíduos de ambos os sexos submetidos à avaliação médica cardiológica no Instituto do Coração do HCFMUSP. Os pacientes realizarão teste ergométrico com protocolo de Ellestad. A resposta vasodilatadora muscular do antebraço será estimada pela relação do fluxo sanguíneo muscular do antebraço em repouso e durante exercício isométrico (manobra de handgrip). Serão coletadas e armazenadas amostras sanguíneas para realização de exames bioquímicos e genotipagem dos seguintes polimorfismos genéticos: enzima sintetase do óxido nítrico endotelial (-786T/C e Glu298Arg), receptor alfa1A-adrenérgico (Arg347Cys e G2547C), alfa2A-adrenérgico (Asn251Lys e C1291G), do receptor alfa2B-adrenérgico (Ins/Del 301-303 e 12Glu9) e do receptor alfa2C-adrenérgico (Del 322-325).