Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de Rotinas de Avaliação e Ensino de repertório expressivo e receptivo em deficientes auditivos implantados cocleares.

Processo: 10/17963-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Ana Claudia Moreira Almeida Verdu
Beneficiário:Fernanda Piqueira Gomes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/51798-7 - Relações entre repertório expressivo e receptivo em deficientes auditivos implantados cocleares, AP.R
Assunto(s):Crianças   Implante da cóclea   Controle do estímulo   Deficiência auditiva   Análise do comportamento   Comportamento verbal

Resumo

Pesquisas recentes demonstraram que crianças que receberam o implante respondem diferencialmente aos estímulos auditivos e estabelecem relações arbitrárias entre os estímulos auditivos e outros eventos do ambiente. Sob condições adequadas os resultatdos de pesquisas recentes demonstraram que, mesmo crianças que adquiriram a deficiência auditiva antes da aquisição da fala aprenderam relações auditivo-visuais entre uma palavra ditada e duas figuras distintas e demonstraram relações de equivalência entre os estímulos visuais. Contudo, o desempenho em nomeação de figuras, associadas à aprendizagem auditivo-visual, não foi típica se comparado aos seus coetâneos ouvintes. Outro estudo demonstrou que a precisão no falar somente foi observada após ensino da imitação vocal. Um estudo recente demosntrou que quando são utilizadas palavras impressas no ensino de relações auditivo-visuais, o desempenho nos pós-testes de leitura de palavras parece ter maior correspondência ponto a ponto com a palavra ditada do que no pós-teste de nomeação de figuras. O propósito desse trabalho é dar continuidade ao estudo iniciado anteriormente sob a bolsa de TT-1 (Proc. 2010/04742-3), vinculada à pesquisa (Proc. 2009-51798-7). A proposta é dar continuidade à coleta de dados com mais três participantes e participar das reuniões para tabulação e análises dos dados gerais.