Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação comparativa do alinhamento da troclea femoral após teste de fadiga , de duas diferentes técnicas de inserção de "interlocking nail" utilizadas para estabilização de fraturas supracondilares femorais em cães

Processo: 10/18378-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 30 de junho de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Cassio Ricardo Auada Ferrigno
Beneficiário:Adriana Valente de Figueiredo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/07481-6 - Avaliação comparativa do alinhamento da troclea femoral após teste de fadiga, de duas diferentes técnicas de inserção de "interlocking nail" utilizadas para estabilização de fraturas supracondilares femorais em cães, AP.R
Assunto(s):Ortopedia   Próteses e implantes   Fraturas

Resumo

Apesar da utilização crescente da haste intramedular bloqueada entre cirurgiões veterinários, a melhor técnica para aplicação de haste intramedular bloqueada para estabilizar fraturas supracondilares de fêmur não foi investigada completamente. A finalidade desse estudo é comparar o deslocamento de osteotomias supra-condilares femorais, pela força de arqueamento causada pela carga excêntrica realizada na cabeça do fêmur na técnica de inserção retrograda distal pela tróclea femoral em comparação com a técnica normograda proximal inserção.Serão colhidos 10 pares de fêmures de cães adultos eutanaziados por razões não relativas ao estudo. Após a técnica cirúrgica para inserção das hastes bloqueadas, o teste biomecânico será realizado fazendo-se a colocação da carga de forma excêntrica ao eixo ósseo com o atenuante colocado na cabeça do fêmur de cada espécime. Será usado carregamento cíclico, com padrão metade-sinusoidal para 250 N de compressão, com a freqüência de execução de 2000 ciclos. O valor da força será selecionado para imitar o padrão de deambulação de um cão de porte médio.Para a mensuração do deslocamento serão feitas pequenas depressões, com broca de 1,0 mm de diâmetro, que demarcarão os pontos cranial, caudal e medial e lateral dos segmentos proximal e distal para determinação do deslocamento tridimensional dos segmentos durante o teste.As coordenadas tridimensionais das margens cranial e medial das superfícies proximal e distal das osteotomias serão determinadas pelo uso de instrumento digitalizador tridimensional (Microscribe). A distancia entre os marcadores serão calculadas pelos dados de coordenadas do Microscribe usando o programa Excel. A tensão intrafragmentária no aspecto cranial e medial da fratura será determinada usando fórmulas para cada momento.Para a analise estatísticas dos dados será usado análise repetitiva de variância dos resultados coletados de variação de cada mudança de posicionamento tridimensional dos pontos cranial e medial em todos os número de ciclos de observação para cada tipo de inserção das hastes.