Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da função renal de filhotes de ratas submetidas à restrição de sono durante a prenhez

Processo: 10/18487-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2010
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Guiomar Nascimento Gomes
Beneficiário:Ingrid Lauren Brites de Oliveira
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/51665-4 - Avaliação da função renal de filhotes de ratas submetidas a restrição de sono durante a prenhez, AP.R
Assunto(s):Hipertensão   Função renal   Fisiologia renal

Resumo

Estudos clínicos e experimentais têm demonstrado que a restrição de sono resulta em uma variedade de efeitos adversos, incluindo hipertensão arterial, diminuição do controle glicêmico, desenvolvimento de diabetes mellitus tipo II, obesidade e prejuízos do sistema imunológico. Considerando que modificações no ambiente materno podem levar a diversas alterações funcionais no recém-nascido, o objetivo do presente estudo é estudar o impacto da restrição do sono durante a prenhez, sobre a pressão arterial, bem como sobre a morfologia e função renal das proles em idade adulta. Fêmeas Wistar, com três meses de idade serão colocadas para cruzar. A prenhez será confirmada pela presença de espermatozóides no esfregaço vaginal. Após esta etapa, as fêmeas serão aleatoriamente divididas em três grupos experimentais: C (controle), RST (restrição de sono durante toda a prenhez) e RS (restrição de sono entre o 14º e o 20º dia de prenhez). A restrição de sono será realizada pelo método da plataforma múltipla, por 20 horas diárias. Após o nascimento, serão selecionados 6 filhotes machos por mãe, designados como FC (filhos de C), FRST (filhos de RST) e FRS (filhos de RS). Aos 2 meses de idade a pressão arterial (PA) das proles será aferida através da pletismografia e, aos 3 meses de idade, serão avaliados: fluxo plasmático renal, ritmo de filtração glomerular, excreção renal de sódio e de potássio, osmolaridade urinária, excreção urinária de proteínas, expressão de transportadores de sódio no tecido renal, área glomerular e número de glomérulos por mm3. O projeto para o qual estamos solicitando auxílio pesquisa (resumo acima) tem por objetivos estudar o impacto da restrição do sono durante a prenhez, sobre a pressão arterial, bem como sobre a morfologia e função renal das proles em idade adulta. Pretendemos também avaliar se o desenvolvimento de hipertensão arterial, observado nestes animais em experimentos preliminares, está relacionado com a maior expressão de algumas proteínas associadas ao transporte tubular de sódio. Assim estudaremos a expressão do trocador Na+/H+ (NHE3), do canal de sódio (a-ENaC) e do cotransportador de Na+/K+/2Cl- por imunoistoquímica e por Western Blotting metodologias que contribuem para a valorização do trabalho.