Busca avançada
Ano de início
Entree

Conservação da agrobiodiversidade e dinâmica sócio-econômica entre pequenos agricultores em comunidades rurais da Baixada Cuiabana em Mato Grosso

Processo: 09/07329-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Elizabeth Ann Veasey
Beneficiário:Danielle Muniz da Silva
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/03822-3 - Conservação da agrobiodiversidade e dinâmica sócio-econômica entre pequenos agricultores em comunidades rurais da Baixada Cuiabana em Mato Grosso, AP.R
Assunto(s):Diversidade genética   Repetições de microssatélites   Mandioca

Resumo

A importância da agrobiodiversidade em sistemas agrícolas de pequena escala para a segurança alimentar, tanto local, quanto mundial, tem sido amplamente reconhecida e propostas de conservação in situ destes recursos têm sido elaboradas. Porém, estes sistemas são bastante dinâmicos: o conjunto de espécies e variedades mantido pelas comunidades de agricultores muda ao longo do tempo, em decorrência de introdução/criação de novo material e perda de material já existente. Estas mudanças são influenciadas pela dinâmica social e econômica vivida pelos grupos de agricultores. A situação atual é de transformações aceleradas na vida rural em todas as regiões do país; nesta condição, é muito importante que se avaliem os rumos que as populações, cuja base de subsistência é agrícola, estão tomando, as opções que se configuram para elas e quais as implicações disso na manutenção da diversidade agrícola e do conhecimento local a ela associado. As tuberosas estão bem representadas no conjunto de plantas domesticadas nas terras baixas da América Central e do Sul; deste conjunto, a mandioca (Manihot esculenta Crantz) é a espécie que se sobressai, por sua grande importância para a subsistência e pela grande diversidade varietal mantida pelas populações de agricultores tradicionais. O presente projeto tem como objetivos: fazer um levantamento etnobotânico geral das raízes e tubérculos alimentícios plantados por comunidades de pequenos agricultores da Baixada Cuiabana, em Mato Grosso; no caso das variedades de mandioca, abordar também aspectos agronômicos e genéticos; identificar e interpretar as respostas e ajustes a processos de mudança sócio-econômica, que estratégias de vida e linhas de ação as famílias de agricultores adotam; e quais as implicações deste quadro para a dinâmica de manejo da diversidade inter e intraespecífica destas culturas, mantida localmente.