Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação sobre a produtividade de pupas de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae) e avaliação da estabilidade de imóveis e recipientes chave em cidade média do estado de São Paulo

Processo: 08/09820-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2008
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Pesquisador responsável:Francisco Chiaravalloti Neto
Beneficiário:Ana Patrícia Chierotti
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/03799-1 - Investigação sobre a produtividade de pupas de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae) e avaliação da estabilidade de imóveis e recipientes chave em cidade média do estado de São Paulo, AP.R
Assunto(s):Vetores de doenças   Aedes aegypti   Pupa   Indicadores entomológicos

Resumo

Este projeto tem os objetivos de verificar, em dois períodos subseqüentes e em uma mesma área, a estabilidade dos indicadores entomológicos para Aedes aegypti e avaliar a existência de agrupamentos entre os imóveis com a presença de pupas. O estudo será realizado no Jaguaré, na parte norte da zona urbana de São José do Rio Preto, em uma amostra de 3.250 imóveis, entre janeiro e fevereiro de 2009. Os imóveis serão visitados para obtenção de indicadores entomológicos associados a larvas e pupas de Ae. aegypti. As informações obtidas serão georreferencias por endereço na base cartográfica do município com eixos de ruas. A avaliação da manutenção da positividade dos imóveis para o vetor neste levantamento em relação a uma pesquisa anterior será realizada através do cálculo do odds ratio. A produtividade de pupas será calculada segundo tipos de imóveis, localização e tipos de recipientes e os resultados serão comparados com os obtidos em levantamento anterior. Estatísticas espaciais globais, locais e focais serão utilizadas para identificação de aglomerados de imóveis com pupas. (AU)