Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito da Artin M no processo de reparação em mucosa mastigatória: estudo in vivo e in vitro

Processo: 10/12318-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Joni Augusto Cirelli
Beneficiário:Leticia Soliz Alvarez
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/16432-1 - Avaliação do efeito da Artin M no processo de reparação em mucosa mastigatória: estudo in vivo e in vitro, AP.R
Assunto(s):Mucosa mastigatória   Fatores de crescimento   Glicoproteínas   Reparo tecidual   In vivo   Técnicas in vitro

Resumo

Artin M é uma lectina purificada de sementes de Artocarpus integrifolia que, recentemente, mostrou-se promover aceleração da cicatrização de lesões por queimadura de pele ou por abrasão da córnea em ratos e coelhos. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos da glicoproteína Artin M no processo de reparação da mucosa mastigatória bucal, por meio de modelos de estudo in vivo e in vitro. In vivo: Feridas cirúrgicas circulares de 4mm de diâmetro serão criados na mucosa palatina de 72 ratos Wistar, utilizando-se um bisturi circular. Os animais serão divididos de acordo com o tratamento realizado nas lesões em 3 grupos: C - controle (não tratados), A - Artin M, V - veículo. Após 3, 5 e 7 dias do início do experimento, 8 animais de cada grupo serão sacrificados. Inicialmente, a maxila será removida e dividida em 2 hemimaxilas para realização da análise histológica para avaliação quanto ao padrão do epitelização das feridas, a evolução da reparação, a morfologia do tecido de granulação, quantidade de células inflamatórias, maturação das fibras colágenas e neovascularização; análise imunohistoquímica para imunolocalização de macrófagos, de antígeno nuclear de proliferação celular (PCNA) e dos fatores de crescimento bFGF, VEGF, TGF²; análise da expressão protéica da atividade de mieloperoxidase, VEGF e TGF². In vitro: Culturas primárias de fibroblastos gengivais e macrófagos de rato serão tratadas com Artin M nas concentrações de 0,01; 0,1 e 1 ¼g/ml por 4, 8, 12 e 24 h a 37ºC para análise da expressão gênica e de expressão protéica dos fatores de crescimento (VEGF e TGF²) e das citocinas pró-inflamatórias (IL-1 e TNF±)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)