Busca avançada
Ano de início
Entree

A eletroestimulação e o alongamento no tratamento do músculo esquelético desnervado: implicações para reabilitação

Processo: 09/09301-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2009
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Tania de Fatima Salvini
Beneficiário:Marcela de Abreu Silva Couto
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:07/03160-8 - A eletroestimulação e o alongamento no tratamento do músculo esquelético desnervado: implicações para reabilitação, AP.R
Assunto(s):Músculo esquelético   Plasticidade muscular   Atrofia muscular   Estimulação elétrica   Terapia por estimulação elétrica   Exercícios de alongamento muscular

Resumo

Sessões de alongamento muscular, assim como a eletroestimulação, são dois recursos básicos muito utilizados pelo fisioterapeuta no tratamento de diversas lesões nervosas periféricas, que acometem o músculo esquelético. Por outro lado, há ainda na literatura muita polêmica em relação à intervenção fisioterapêutica no tratamento do músculo desenervado, particularmente quanto à efetividade dos recursos terapêuticos utilizados para amenizar a perda acentuada de massa muscular. O presente projeto tem por objetivo estudar os efeitos de sessões de eletroestimulação e de alongamento no tratamento do músculo esquelético desnervado, investigando a atuação de cada um deles isoladamente (sub-projetos 1 e 2), bem como a associação de ambos (sub-projeto 3). Recentemente, foi demonstrado na literatura que 200 contrações diárias aplicadas em músculo de rato, foram suficientes para manter a massa muscular após a desnervação. No entanto o estudo foi realizado com eletrodos implantados (técnica invasiva e não utilizada rotineiramente em humanos). No presente estudo, propomos investigar um protocolo de eletroestimulação similar, no entanto, utilizando eletrodos de superfície (técnica não invasiva) no tratamento do músculo desnervado, similar ao utilizado na reabilitação em humanos (sub projeto 1: O efeito da eletroestimulação no músculo desnervado). Um protocolo similar de desnervação será realizado para investigar o efeito de sessões de alongamento muscular, similar ao utilizado em humanos acometidos por lesões nervosas periféricas, para manter a extensibilidade muscular e amplitude articular (subprojeto 2: O efeito do alongamento muscular no músculo desnervado). Finalmente, será investigada a associação desses dois recursos terapêuticos (alongamento + eletroestimulação) aplicados conjuntamente no músculo desnervado (sub-projeto 3: Associação entre a eletroestimulação e o alongamento no tratamento do músculo desnervado). Objetivo: A hipótese desse estudo é que tanto as sessões de alongamento como de eletroestimulação são recursos terapêuticos eficazes no tratamento do músculo esquelético desnervado. O presente estudo tem como objetivo avaliar o efeito de sessões de alongamento e de eletroestimulação, utilizando protocolos de intervenção similares aos usados na reabilitação em humanos, sobre a morfologia das fibras musculares e a expressão de genes associados ao trofismo muscular. (AU)