Busca avançada
Ano de início
Entree

Pré-projeto para participar no Programa TIDIA na Modalidade 1-Testbed optical internet laboratory

Processo: 08/05061-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2008
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Nelson Luis Saldanha da Fonseca
Beneficiário:Gustavo Bittencourt Figueiredo
Instituição-sede: Instituto de Computação (IC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/08277-0 - Pré-projeto para participação no Programa TIDIA na modalidade 1 - TestBed, AP.TIDIA
Assunto(s):Redes ópticas   Internet   Escalonamento de processos   Aprendizado computacional

Resumo

Um dos pontos cruciais para o bom desempenho das redes de comutação de rajadas ópticas é a sua capacidade de reservar recursos para a transmissão das rajadas ópticas. Nesse sentido, uma série de algoritmos tem sido proposta para tal tarefa. Entretanto, a alocação dos recursos é feita de forma individual para cada requisição de reserva de recursos, o que nem sempre pode ser uma boa estratégia, devido à incerteza sobre a chegada de novas requisições. Recentemente, uma nova classe de algoritmos de escalonamento tem sido pesquisada: a classe dos algoritmos de escalonamento de canais em lote. A idéia por trás de tais algoritmos é fazer a alocação dos canais quando um número substancial de reservas já é conhecido. Assim, algoritmos mais robustos podem ser utilizados, maximizando a utilização dos recursos da rede e minimizando a probabilidade de bloqueio experimentada. O presente projeto refere-se ao estudo e desenvolvimento de algoritmos de escalonamento de canal em lote. A idéia é produzir algoritmos rápidos e eficientes para o problema de alocação de canais em redes de comutação de rajadas ópticas. Como resultado, espera-se um dimensionamento justo da rede e melhorias nos níveis de QoS oferecidos às aplicações, facilitando assim, o desenvolvimento de uma Internet de nova geração capaz de operar nas altas taxas de transmissão disponibilizadas pela tecnologia WDM. (AU)