Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da sobrevivência in vitro de culturas probióticas em queijo petit-suisse probiótico e simbiótico a condições encontradas no trato gastrintestinal humano

Processo: 11/01706-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de março de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2011
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Tecnologia de Alimentos
Pesquisador responsável:Susana Marta Isay Saad
Beneficiário:Marina Padilha
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/52600-6 - Efeito de culturas láticas bacteriocinogênicas na dinâmica e funcionalidade da microbiota de queijo petit suisse probiótico e simbiótico, durante sua elaboração e armazenamento, AP.R
Assunto(s):Prebióticos   Probióticos   Queijo   Bifidobacterium   Lactobacillus

Resumo

Neste trabalho tem-se como objetivo estudar a resistência in vitro das cepas probióticas, inseridas nas formulações de queijo petit-suisse probiótico e simbiótico, frente às condições encontradas no TGI, assim como avaliar o efeito da adição do componente prebiótico sobre essa resistência. O queijo petit-suisse será elaborado com uma cultura probiótica ABT, composta pelos microrganismos comprovadamente probióticos Bifidobacterium animalis subsp. lactis Bb-12 e Lactobacillus acidophilus La-5 e por cultura starter de Streptococcus thermophilus além de Lactobacillus sakei 2a, cepa bacteriocinogênica isolada de linguiça (DE MARTINIS e FRANCO, 1997) e suplementado ou não com o ingrediente prebiótico (25% de oligofrutose, 70% de inulina e 5% de mel). Quatro diferentes formulações serão preparadas (i) Probiótico+: Bac+: Prebiótico+ (ii) Probiótico+: Bac+: Prebiótico-, (iii) Probiótico+: Bac-: Prebiótico+ e (iv) Probiótico+: Bac-: Prebiótico-. Os diferentes produtos serão armazenados a 4±1ºC por até 28 dias. Decorrido o tempo de armazenamento, será realizado o estudo in vitro, utilizando-se sucos gástricos e entéricos simulados e enzimas do TGI. A contagem dos microrganismos será realizada por métodos convencionais de cultivo e a técnica da amplificação por reação em cadeia da polimerase em tempo real (qPCR). Para a aplicação da técnica de qPCR vários métodos de extração dos ácidos nucléicos bacteriano, do alimento funcional, serão avaliados e otimizados.