Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil de expressão gênica e estresse oxidativo em pacientes submetidos à cirurgia eletiva sob anestesia geral com propofol ou isoflurano

Processo: 11/00119-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Daisy Maria Favero Salvadori
Beneficiário:Juliana Rodrigues Lara
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/05611-0 - Perfil de expressão gênica e estresse oxidativo em pacientes submetidos à cirurgia eletiva sob anestesia geral com propofol ou isoflurano, AP.R
Assunto(s):Transcriptoma   Estresse oxidativo   Isoflurano   Expressão gênica   Propofol

Resumo

Em estudo anterior (Auxílio FAPESP 06/59625-6) observamos menores níveis de purinas oxidadas e apoptose em linfócitos T helper de pacientes submetidos ao propofol (PF). No entanto, não detectamos alterações em linfócitos de pacientes expostos ao isoflurano (ISF). Para ambos os anestésicos, contudo, houve aumento de citocinas inflamatórias. Portanto, considerando nossos resultados anteriores e o conhecido efeito secundário das anestesias, o presente estudo objetiva avaliar o perfil de expressão gênica e o estresse oxidativo em células do sangue periférico de pacientes submetidos a cirurgia eletiva não-invasiva sob anestesia com ISF ou PF. Serão analisados 60 pacientes com estado físico ASA I e idade entre 18 a 35 anos. Os pacientes serão distribuídos em 2 grupos: 30 expostos ao ISF e 30 ao PF. Amostras de sangue serão coletadas no momento da entrada do paciente na sala de cirurgia, antes da medicação pré-anestésica (M1 - controle) e aos 120 min de anestesia (M2). A análise de expressão gênica em células sanguíneas será realizada pela tecnologia dos microarrays e do PCR em tempo real; para o estresse oxidativo será utilizada a performance antioxidante total (TAP). Espera-se que os dados forneçam informações sobre a complexa rede de eventos moleculares relacionados aos anestésicos e contribuam para a validação da análise de transcriptoma em células do sangue periférico como metodologia para a identificação de biomarcadores de exposição a compostos com potencial toxicogenômico. Além disso, espera-se que os resultados possam contribuir para o entendimento das possíveis implicações genômicas na ocorrência de infecções pós-operatórias ou desordens neurodegenerativas. Em sumo, espera-se que o presente estudo gere informações relevantes para o delineamento de protocolos anestésicos com menor efeito colateral, ou mesmo para o estabelecimento de estratégias preventivas.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.