Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das interações proteína-proteína entre NS1 de vírus sincicial respiratório humano e proteínas celulares e virais: implicações para resposta imunológica e infectividade

Processo: 11/07137-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica Molecular
Pesquisador responsável:Fátima Pereira de Souza
Beneficiário:Luciana Cristina de Carvalho Caron Paiola
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/52266-6 - Estudo das interações proteína-proteína entre NS1 de vírus sincicial respiratório humano e proteínas celulares e virais: implicações para resposta imunológica e infectividade, AP.R
Assunto(s):Virologia

Resumo

O Vírus Sincicial Respiratório Humano (hRSV - Human Respiratory Syncytial Virus) é o principal agente causador de doenças respiratórias agudas severas (ARI), como pneumonia e bronquiolite. Trata-se de um vírus da família Paramyxoviridae, com simetria helicoidal e envelope lipídico. Possui um genoma de RNA fita simples, não segmentado, com 10 genes codificantes. Um dos fatores que contribuem para o sucesso na replicação viral é devido à evasão do sistema imunológico pelo vírus, processo proporcionado pela proteína NS1. Tal proteína pode agir inibindo ou neutralizando várias etapas da via dos interferons, bem como atuar de forma a auxiliar no silenciamento do complexo ribonucleoprotéico (RNP) do RSV. Para entender o processo de replicação viral, faz-se necessário o estudo do mecanismo de interação das proteínas virais com NS1 e da NS1 com as proteínas celulares. Diante do exposto, os objetivos deste projeto incluem a clonagem e expressão da proteína NS1 do vírus sincicial respiratório, bem como a clonagem das proteínas M, M2-1, M2-2, N, P, NS2, L e as regiões citoplasmáticas das proteínas G e F. Posteriormente, utilizando a técnica de Duplo Híbrido em Sacharomyces cerevisae EGY48, será estudada as possíveis interações proteína-proteína entre a proteína NS1 e as proteínas M, M2-1, N, P, NS2, L e domínio citoplasmático das proteínas G e F do hRSV e entre a NS1 e as proteínas celulares do hospedeiro, após esta verificação as proteínas que apresentarem interações serão expressa e purificadas em larga escala, para futuros ensaios físico-químicos. Os resultados obtidos auxiliarão a elucidar o mecanismo de infectividade viral e, futuramente, propor um inibidor para a replicação viral.Tendo em vista a necessidade de um técnico de nível superior que dará suporte para o bom desempenho do projeto e sendo essas etapas essenciais, o técnico executará as seguintes tarefas no projeto, como sumarizado no cronograma abaixo. Este técnico será treinado pelo coordenador e pós-graduandos do grupo em questão, aperfeiçoando seus conhecimentos na área. Ao término deste projeto, o técnico estará apto ao ingresso no mercado de trabalho na área de biologia molecular e bioquímica. Este pedido é condizente com uma bolsa de capacitação técnica, pois os procedimentos citados serão exclusivamente técnicos e rotineiros. Portanto, acreditamos que o candidato que será selecionado pela coordenadora possui um perfil e condições para realizar tais tarefas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)