Busca avançada
Ano de início
Entree

O papel das infecções virais em hipertrofia adenoamigdaliana e infecções crônicas de amígdalas e adenoide

Processo: 11/07212-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Fabiana Cardoso Pereira Valera
Beneficiário:Marcos Gerhardinger Jacob
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (HCMRP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/51818-8 - O perfil das infecções virais em patologias crônicas do trato respiratório superior: hipertrofia adenoamigdaliana, otite média secretora e rinossinusite, AP.TEM
Assunto(s):Otorrinolaringologia   Tonsilite   Infecções respiratórias   Virologia   Viroses   Influenza   Adenovirus   Rhinovirus   Enterovirus   Coronavirus humano   Paramyxoviridae   Metapneumovirus   Vírus sincicial respiratório humano   Bocavirus humano

Resumo

Este projeto faz parte de um projeto temático já em andamento com a parceria entre o serviço de Otorrinolaringologia e o Centro de Pesquisa em Virologia, ambos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo. As doenças crônicas do trato respiratório superior são muito comuns e têm grande impacto socioeconômico e em saúde pública. Entretanto, muito pouco tem sido estudado sobre o papel das diversas infecções virais respiratórias na gênese desses quadros clínicos. Com isso, o projeto propõe-se a estudar o papel das infecções virais em patologias crônicas do trato respiratório superior, detectando e quantificando os principais vírus respiratórios atualmente conhecidos (rinovírus humano, vírus sincicial respiratório humano, vírus influenza humano, vírus parainfluenza humano, metapneumovirus humano, enterovirus humano, coronavirus humano, adenovírus humano e bocavirus humano) em amígdalas e adenóides de pacientes com hipertrofia adenoamigdaliana, e em secreção do ouvido médio de pacientes com otite média serosa. Além disso, será investigado a replicação de todos esses vírus nas secreções analisadas e a replicação de HRV e HBoV "in situ" em tecidos obtidos dos pacientes. Estes achados serão correlacionados aos achados clínicos dos pacientes, e será observado se existe diferença de prevalência viral entre o paciente que foi submetido a adenoamigdalectomia por sintomas obstrutivos do que possuía adenotonsilites de repetição.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)