Busca avançada
Ano de início
Entree

Ação de extratos metanólicos e cetônicos das folhas de Laguncularia racemosa sobre a tripsina bovina e Fosfolipase A2 de veneno de Crotalus durissus terrificus

Processo: 11/05706-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Etnofarmacologia
Pesquisador responsável:Marcos Hikari Toyama
Beneficiário:Aline Silveira Medeiros
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Tripsina   Proteólise   Coagulação   Fosfolipases A2

Resumo

O potencial terapêutico de muitas espécies vegetais é atribuído a compostos biologicamente ativos, como flavonóides, alcalóides e triterpenos, que vêm sendo apresentados como promissores para o desenvolvimento de novas drogas antiinflamatórias e outras drogas de aplicação terapêutica. Espécies vegetais típicas do manguezal apresentam em sua composição química diferentes metabólitos especiais, como polifenóis, terpenóides, polissacarídeos e outros compostos em menor concentração, tendo sido comprovadas algumas ações farmacologicamente importantes por parte dos mesmos, como atividades antiinflamatória, antioxidante, antitumoral, antifúngica e antibacteriana. Contudo, apesar do potencial biológico dessas espécies, há poucos estudos significativos que demonstrem a efetiva aplicação das mesmas como alternativas para a prospecção de bioativos. O objetivo do presente projeto é verificar a ação de extratos metanólicos e cetônicos de folhas da espécie de manguezal Laguncularia racemosa sobre a ação da tripsina bovina e da fosfolipase A2 do veneno de Crotalus durissus terrificus, iniciando um estudo sobre a avaliação substancial de possíveis compostos contra alvos terapêuticos em nível molecular.