Busca avançada
Ano de início
Entree

Diversidade de bactérias marinhas viáveis em amostras de água do mar coletadas no litoral do estado de São Paulo

Processo: 11/08048-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Irma Nelly Gutierrez Rivera
Beneficiário:Maicon Ricardo Zieberg Passini
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/51144-4 - Caracterização de comunidades bacterianas marinhas da região costeira de São Paulo, AP.R
Assunto(s):Litoral   São Paulo   Água do mar   Diversidade

Resumo

O ecossistema marinho é um dos ambientes mais ricos em diversidade procariótica, cujo número de bactérias é de aproximadamente 3,5 x 1030, somente na sub-superfície oceânica. Os oceanos representam também, um ambiente extremamente promissor e pouco explorado, tanto em diversidade genética como em diversidade metabólica, constituindo assim uma inestimável fonte para o descobrimento de novos microrganismos e compostos bioativos importantes para o avanço biotecnológico e para o desenvolvimento sustentável. Os microrganismos presentes nos oceanos desempenham funções essenciais para a sobrevivência de todos os organismos vivos existentes no nosso planeta. Dentre esses microrganismos, podemos citar as bactérias quitinolíticas que são de fundamental importância nos processos de ciclagem de nutrientes liberando carbono e nitrogênio para toda a cadeia trófica, a partir da degradação da quitina. Portanto, o projeto tem como objetivo caracterizar as comunidades bacterianas viáveis (heterotróficas e quitinolíticas) presentes na região do Canal de São Sebastião, Baixada Santista e Ubatuba através do sequenciamento parcial do gene 16S rDNA. E ainda, dez bactérias serão identificadas, em nível de espécie, através do sequenciamento total do gene 16S rDNA, da técnica de MLSA e da hibridação DNA-DNA. Com isso, poderemos conhecer a diversidade de bactérias marinhas cultiváveis presentes no litoral do estado de São Paulo e ainda teremos a possibilidade de descrever novas espécies bacterianas nesse estudo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)