Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro do grau de endurecimento, alteração dimensional, solubilidade e penetrabilidade na dentina radicular de materiais obturadores de dentes decíduos

Processo: 10/20474-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Pesquisador responsável:Andiara de Rossi
Beneficiário:Eduardo Mariano Pioltine
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Dente decíduo

Resumo

Embora diferentes materiais sejam propostos para a obturação dos canais radiculares de dentes decíduos, ainda não existe um consenso na literatura com relação ao material obturador ideal, que preencha requisitos físico-químicos, antimicrobianos e biológicos. O presente projeto de pesquisa se propõe a avaliar in vitro o grau de endurecimento, a alteração dimensional, a solubilidade e a penetrabilidade na dentina radicular de uma pasta a base de hidróxido de cálcio (Calen®) associada ao óxido de zinco em diferentes proporções (1:0,5, 1:0,65, 1:0,8, 1:1), do cimento de óxido de zinco e eugenol (ZOE) e de dois cimentos endodônticos, um a base de hidróxido de cálcio (Sealapex®) e um à base de metacrilato (EndoREZ®). Para determinar o grau de endurecimento, moldes (10 X 2 mm) serão preenchidos com os materiais e, decorridos 150 seg, serão testados com agulha tipo Gillmore (100 g), a cada 60 seg, até a redução das marcas na superfície. Para o teste de alteração dimensional, serão obtidos corpos-de-prova cilíndricos (3,58 x 3,0 mm), cujos comprimentos serão mensurados por meio de paquímetro digital, antes e após a imersão em 2,24 mL de água destilada e deionizada por 30 dias. No teste de solubilidade, corpos-de-prova (1,5 X 7,75 mm) serão pesados antes e após a imersão em 7,5 mL de água destilada, determinando-se a perda percentual da massa após 7, 14 e 21 dias. Para a análise da penetrabilidade na dentina radicular serão utilizados dentes decíduos unirradiculares extraídos, com raízes íntegras ou com até 1/3 de rizólise, submetidos ao tratamento endodôntico convencional. Para possibilitar a mensuração de penetrabilidade dos na dentina radicular, um corante de cor violeta será adicionado aos materiais obturadores. Os dentes serão mantidos em ambiente úmido na temperatura de 37°C e após 14 dias serão cortados longitudinalmente (0,4 mm espessura) no sentido vestibulo-lingual e a mensuração da penetrabilidade das pastas na dentina será realizada com auxílio de um perfilômetro. Os eventuais achados poderão fornecer bases físico-químicas para a melhor manipulação de pastas obturadoras já amplamente utilizadas na obturação dos canais radiculares de dentes decíduos, gerar materiais com potencial aplicabilidade clínica, como os cimentos obturadores, que já são utilizados na obturação de dentes permanentes, bem como estabelecer parâmetros de pesquisa para o desenvolvimento de novos materiais.