Busca avançada
Ano de início
Entree

Epilepsia do lobo temporal mesial com esclerose hipocampal: análise de dados clínicos e histopatológicos

Processo: 10/19799-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Elza Márcia Targas Yacubian
Beneficiário:Anaclara Prada Jardim
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Neuropatologia   Epilepsia   Esclerose hipocampal   Neurologia

Resumo

Epilepsia é um distúrbio cerebral caracterizado pela predisposição persistente do cérebro em gerar crises epilépticas e pelas consequências neurobiológicas, cognitivas, psicológicas e sociais. A epilepsia do lobo temporal é a síndrome epiléptica parcial mais comumente diagnosticada em adultos e subdividida em mesial e neocortical ou lateral. A epilepsia do lobo temporal mesial (ELTM) é a mais frequente e seu substrato patológico mais comum é a esclerose hipocampal (EH), caracterizada por perda neuronal e gliose. BLUMCKE et al. (2007) descreveram cinco padrões microscópicos distintos de EH, sugerindo relação entre eles e padrões de história natural, dados clínicos e prognóstico cirúrgico. Objetivo: Verificar a possível relação entre achados histopatológicos, dados clínicos pré-operatórios e resultado pós-operatório, através da classificação de Engel. Materiais e Métodos: Serão analisados os espécimes hipocampais de 50 pacientes (Ambulatório de Epilepsia de Adultos do Hospital São Paulo - UNIFESP) com ELTM e EH unilateral e crises refratárias ao tratamento clínico, submetidos a tratamento cirúrgico entre janeiro 2005 e agosto de 2010. O tecido da formação hipocampal utilizado será o corpo do hipocampo. Serão escolhidas quatro áreas nos setores CA1, CA2, CA3 e CA4. Hematoxilina-Eosina e NeuN serão as colorações utilizadas. A contagem neuronal será em microscópio acoplado a câmera e computador. O padrão da perda neuronal será relacionado aos dados. Análise estatística: Realizada através dos testes qui-quadrado, ANOVA, correlação de Pearson e estatística descritiva e discriminativa (estatisticamente significante p<0,05). Os dados serão analisados com o programa SPSS 10.0 FOR WINDOWS.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.