Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicação da espectrometria de massas para diagnóstico de patógenos causadores de mastite em bovinos e estudo de footprinting e fingerprinting metabólico bacteriano

Processo: 11/01867-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Marcos Veiga dos Santos
Beneficiário:Patrícia Aparecida de Campos Braga
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas   Metabólitos secundários   Bactérias   Mastite bovina

Resumo

Esse projeto propõe a utilização da técnica de espectrometria de massas (MS) para duas aplicações distintas e inovadoras na área de microbiologia do leite, numa abordagem multidisciplinar. A primeira aplicação refere-se à identificação de patógenos de maneira rápida, específica e confiável para diagnóstico da mastite bovina pela técnica de MALDI-MS. Essa técnica possui comprovada aplicabilidade clínica em microbiologia clínica humana por permitir a detecção e caracterização de bactérias em poucos minutos, por meio de seu perfil de proteínas conservadas, mas sua aplicação em tecnologia do leite ainda encontra-se incipiente e vem sendo alvo de estudos em nosso grupo. A segunda aplicação refere-se à utilização da MS com fonte de ionização por electrospray (ESI) para estudo do perfil químico em meio de cultivo no qual as bactérias se multiplicaram, estratégia denominada footprinting metabólico microbiano e o fingerprinting metabólico, obtido por meio da análise do lisado bacteriano. Estas duas estratégias de metaboloma deverão permitir a caracterização principalmente de moléculas comunicação que compõem o sistema de quorum sensing bacteriano. Para este estudo, o qual necessitará de conhecimentos em química orgânica e interpretação de espectros de massas dominados pela proponente do projeto, serão utilizados 300 isolados bacterianos obtidos a partir de amostras de leite de casos de mastite subclínica, pelo Laboratório de Microbiologia do leite do Departamento de Nutrição Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo, os quais deverão englobar as principais bactérias causadoras da patologia: Staphylococcus aureus, Staphylococcus spp. coagulase-negativa, Streptococcus agalactiae, Streptococcus uberis, Streptococcus dysgalactiae, Streptococcus bovis, Enterococcus spp. Dessa forma, o projeto envolverá um número significativo de amostras para a comparação entre as duas técnicas de identificação de bactérias causadoras de mastite (identificação microbiológica tradicional e MALDI-MS), assim como o estudo químico das moléculas sinalizadoras bacterianas através da técnica de ESI-MS. A abordagem multidisciplinar envolvendo a área de tecnologia do leite e a área de química proporcionará conhecimentos relevantes para eficiência e rapidez do diagnóstico de mastite subclínica em vacas, assim com a descoberta de novas estratégias capazes de combater microrganismos resistentes aos antibióticos conhecidos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BRAGA, PATRICIA A. C.; GONCALVES, JULIANO L.; BARREIRO, JULIANA R.; FERREIRA, CHRISTINA R.; TOMAZI, TIAGO; EBERLIN, MARCOS N.; SANTOS, V, MARCOS. Rapid identification of bovine mastitis pathogens by MALDI-TOF Mass Spectrometry. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 38, n. 4, p. 586-594, APR 2018. Citações Web of Science: 0.
PATRÍCIA A.C. BRAGA; JULIANO L. GONÇALVES; JULIANA R. BARREIRO; CHRISTINA R. FERREIRA; TIAGO TOMAZI; MARCOS N. EBERLIN; MARCOS V. SANTOS. Rapid identification of bovine mastitis pathogens by MALDI-TOF Mass Spectrometry. Pesquisa Veterinária Brasileira, v. 38, n. 4, p. -, Abr. 2018.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.