Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação global do papel dos microRNAs no controle transcricional durante a geração de células t regulatórias induzidas (iTregs) a partir de Linfócitos T naive

Processo: 11/01995-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Rodrigo Alexandre Panepucci
Beneficiário:Rodrigo Haddad
Instituição-sede: Hemocentro de Ribeirão Preto. Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP (HCMRP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):RNA mensageiro   Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   MicroRNAs   Hematologia

Resumo

Os Linfócitos T Regulatórios (Tregs) tem um papel fundamental no controle periférico da tolerância regulando a homeostase do sistema imune. Além disso, essas células estão envolvidas no controle de doenças auto-imunes, na tolerância de transplantes e ainda, no escape imune de tumores. O papel das Tregs em diferentes desordens imunes atrai um grande interesse para estas células, devido ao seu enorme potencial terapêutico. Células T regulatórias induzidas (iTregs) podem ser geradas in vitro a partir de células T naive CD4+ de cordão umbilical através da adição de TGF-² e ATRA na presença de IL-2. Essas células são estáveis e possuem forte poder imunossupressivo, tanto in vitro como in vivo. Os mecanismos que levam à indução de células T CD4+ em iTregs ainda não são bem entendidos. Dentre os mecanismos moleculares envolvidos no controle de processos de diferenciação, os microRNAs tem atraído um interesse crescente. Os microRNAs podem regular a expressão gênica pós-transcricionalmente através da degradação (desestabilização) ou inibição da tradução de RNAs mensageiros alvos. A identificação de potenciais alvos de um dado microRNA depende da predição feita por algoritmos, com base na complementariedade existente entre o microRNA e o potencial RNA mensageiro alvo. Recentemente, foi demonstrado que o mecanismo de desestabilização de transcritos alvo pelos microRNAs, é muito mais comum do que se acreditava, indicando um amplo papel na regulação dos níveis transcricionais. Assim, neste trabalho objetivamos avaliar o perfil global de expressão de mRNAs e microRNAs (utilizando microarrays) de células T naive CD4+ de sangue de cordão umbilical, em diferentes tempos, durante a geração de iTregs in vitro. Através da identificação de microRNAs com níveis apresentando uma modulação com comportamento oposto (correlação inversa) ao observado para os níveis de seus potenciais mRNAs alvos (preditos por algoritmos); esperamos estabelecer novos mecanismos com papel relevante neste processo. Adicionalmente, a associação destes alvos transcricionais a diferentes vias de sinalização ou processos biológicos irá auxiliar neste processo. Finalmente, este projeto se associa a outros projetos do grupo que utilizarão amostras dos mesmos experimentos de forma a avaliar o estado de metilação de diferentes promotores gênicos, bem como a ligação de diferentes subunidades do fator de transcrição NFkB, utilizando as técnicas de Methyl-chip e ChIP-chip (utilizando microarrays). Juntos, estes dados permitirão uma avaliação sistêmica, levando a uma melhor compreensão dos diferentes mecanismos envolvidos neste importante processo.