Busca avançada
Ano de início
Entree

Leucograma e bioquímica sérica, com ênfase em proteínas de fase aguda e imunoglobulinas, em cabras com mastite experimental causada por Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae

Processo: 11/02413-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:José Jurandir Fagliari
Beneficiário:Kalina Maria de Medeiros Gomes Simplício
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Ruminantes   Proteínas da fase aguda

Resumo

O Brasil, embora com a maior produção de leite caprino no continente americano, contribui com apenas cerca de 141.000 toneladas de leite/ano, contrastando com países como a França, com produção de 500.000 toneladas de leite/ano e onde o queijo de cabra é tido como iguaria, sendo vendido a alto preço. Um fator limitante à indústria leiteira é a presença de enfermidades, em especial de mastite, que quando não tratada constitiu-se em sério problema, com perdas econômicas consideráveis. Staphylococcus aureus é o mais importante agente etiológico de mastite em cabras, seguido por Streptococcus agalactiae; ambos têm sido relacionados à ocorrência de toxinfecções alimentares em todo o mundo. Resultados de pesquisas sugerem que no futuro a mensuração de proteínas de fase aguda (PFAs), marcadores de inflamação altamente sensíveis, será utilizada na rotina para avaliar a saúde do animal e do rebanho, otimizar o desempenho produtivo, monitorar a eficácia de terapias com antibióticos e detectar doenças inaparentes ou subclínicas, como mastite. Apesar do valor das determinações de PFAs na clínica médica de caprinos, há poucas informações disponíveis na literatura.Assim, o objetivo deste estudo é eterminar o leucograma e o perfil bioquímico sérico, em especial das PFAs e das imunoglobulinas, de cabras com mastite experimental por Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae, bem como com intuito de verificar sua importância como biomarcadores precoces da infecção mamária e identificar as principais PFAs envolvidas na resposta de fase aguda nesta espécie.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SIMPLÍCIO, Kalina Maria de Medeiros Gomes. Leucograma e perfil bioquímico sérico de cabras com mastite experimental causada por Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.