Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão gênica em tecido endometrial de fêmeas caninas na fase de diestro, fêmeas acometidas por hiperplasia endometrial cística, mucometra e piometra

Processo: 11/02437-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Gilson Hélio Toniollo
Beneficiário:Fabiana Azevedo Voorwald
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Piometra   Análise de sequência com séries de oligonucleotídeos   Expressão gênica

Resumo

A piometra é uma inflamação supurativa e degenerativa do endométrio, aguda ou crônica, caracterizada por acúmulo de exsudato nas glândulas endometriais e lúmen uterino como consequência de resposta exagerada do endométrio à exposição crônica de progesterona e estrógeno endógeno ou exógeno, resultando em bacteremia, afecção hepatorenal e toxemia. O processo degenerativo progressivo desenvolvido pela hiperplasia endometrial cística (HEC), decorrente de distensão glandular e fibrose, é proposto como lesão inicial da piometra, mas autores afirmam que a sequência determinada por progesterona resultando em HEC, e HEC resultando em piometra, pode não estar correta, e bactérias podem ser o agente causador inicial. O desenvolvimento de técnicas de biologia molecular proporciona o estudo de milhares de genes simultaneamente, com a finalidade de identificar aqueles que estão envolvidos na patogênese da afecção estudada. Os microarrays de DNA são ferramentas modernas para explorar os processos biológicos das células. Nos últimos anos a análise por microarray de DNA e oligonucleotídeos tem sido aplicada com sucesso no estudo da expressão gênica do endométrio; o único tecido com capacidade dinâmica de sofrer remodelação em resposta a variações cíclicas de hormônios esteróides e fatores locais autócrinos e parácrinos. Objetiva-se com este trabalho analisar e comparar a expressão gênica e identificar os genes diferencialmente expressos responsáveis pela proliferação e hiperplasia no endométrio de fêmeas caninas acometidas por HEC, fêmeas acometidas por mucometra e de fêmeas caninas acometidas por piometra, comparado com o tecido endometrial normal de fêmeas caninas na fase de diestro, pela técnica de microarray, e confirmar os resultados obtidos para genes selecionados por técnica de transcrição reversa - reação em cadeia de polimerase (RT-PCR) em tempo real e/ou imunoistoquímica e verificar a relação entre a expressão dos eventuais genes diferencialmente expressos com o estadiamento clínico-cirúrgico e sobrevida. Explicar os mecanismos relacionados à fisiopatologia complexa da hiperplasia endometrial cística, mucometra e piometra, buscando esclarecer o perfil da expressão gênica e a função de genes envolvidos em tais fenômenos, permitirá elucidar o ambiente molecular das lesões endometriais e futuramente, novos marcadores moleculares poderão ser identificados, permitindo diagnóstico precoce e tratamentos menos invasivos.

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
VOORWALD, Fabiana Azevedo. Aspectos clínicos, histopatológicos e expressão gênica do endométrio de cadelas acometidas por hiperplasia endometrial cística, mucometra e piometra. 2014. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.