Busca avançada
Ano de início
Entree

Suscetibilidade magnética e espectroscopia de reflectância disfusa na identificação de áreas de manejo específico para cana-de-açúcar

Processo: 11/06053-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de julho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:José Marques Júnior
Beneficiário:Diego Silva Siqueira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil

Resumo

As praticas agrícolas atuais requerem o conhecimento da variabilidade dos atributos do solo na escala detalhada e ultra-detalhada. A precisão do levantamento esta relacionada, dentre outros fatores, com o número de amostras coletadas. Logo, os custos envolvidos, a grande demanda de tempo e trabalho e a necessidade de recursos humanos especializados, tornam a caracterização da variabilidade dos atributos do solo e das culturas agrícolas em escalas mais detalhadas praticamente inexeqüíveis. Nesse contexto, o objetivo do presente estudo é avaliar o potencial da suscetibilidade magnética e da espectroscopia de refletância difusa no estudo da variabilidade espacial de atributos físicos e químicos do solo, e atributos da planta, numa escala detalhada.Os resultados deste projeto poderão auxiliar no mapeamento de áreas de manejo específico para cana-de-açúcar, as quais, seriam equivalentes às futuras famílias e séries de solos do SiBCS. Será escolhida uma área de aproximadamente 911 hectares, onde será feita intensas atividades de campo, para caracterização da estratigrafia, feições de relevo e dos solos, pela abertura e descrição de trincheiras. Será delimitada uma malha com espaçamento regular com densidade amostral de 1 ponto a cada 2 hectares. Serão coletadas amostras de solo no ponto de cruzamento da malha, nas profundidades de 0,00-0,20 m e 0,20-0,40 m para avaliação dos atributos físicos, químicos, suscetibilidade magnética e espectroscopia de refletância difusa. Também serão coletadas amostras de cana-de-açúcar para caracterização dos atributos produção de colmos por hectare, pol e porcentagem de fibra. Será feita a análise da estatística descritiva, geoestatística e multivariada dos dados. Os resultados serão interpretados no contexto dos conceitos da relação solo-paisagem.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SIQUEIRA, D. S.; MARQUES, JR., J.; PEREIRA, G. T.; TEIXEIRA, D. B.; VASCONCELOS, V.; CARVALHO JUNIOR, O. A.; MARTINS, E. S. Detailed mapping unit design based on soil-landscape relation and spatial variability of magnetic susceptibility and soil color. CATENA, v. 135, p. 149-162, DEC 2015. Citações Web of Science: 11.
SIQUEIRA, D. S.; MARQUES, JR., J.; PEREIRA, G. T.; BARBOSA, R. S.; TEIXEIRA, D. B.; PELUCO, R. G. Sampling density and proportion for the characterization of the variability of Oxisol attributes on different materials. Geoderma, v. 232, p. 172-182, NOV 2014. Citações Web of Science: 10.
BARRIOS, MARIANA DOS REIS; MARQUES JUNIOR, JOSE; PANOSSO, ALAN RODRIGO; SIQUEIRA, DIEGO SILVA; LA SCALA JUNIOR, NEWTON. MAGNETIC SUSCEPTIBILITY TO IDENTIFY LANDSCAPE SEGMENTS ON A DETAILED SCALE IN THE REGION OF JABOTICABAL, SAO PAULO, BRAZIL. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 36, n. 4, p. 1073-1082, JUL-AUG 2012. Citações Web of Science: 9.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SIQUEIRA, Diego Silva. Mapeamento de atributos e planejamento amostral para latossolos utilizando suscetibilidade magnética, cor e relação solo-paisagem. 2013. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.