Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de novos métodos para a obtenção de metabólitos bioativos produzidos por fungos isolados de plantas tropicais

Processo: 11/08851-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE  
Vigência (Início): 01 de maio de 2011
Vigência (Término): 30 de abril de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Gezimar Donizetti de Souza
Beneficiário:Gezimar Donizetti de Souza
Empresa:Accert Pesquisa e Desenvolvimento em Química e Biotecnologia Ltda (ACCERT)
Vinculado ao auxílio:10/51662-5 - Desenvolvimento de novos métodos para a obtenção de metabólitos bioativos produzidos por fungos isolados de plantas tropicais, AP.PIPE
Assunto(s):Metabólitos   Alcaloides   Afidicolina   Ácido micofenólico

Resumo

O presente projeto de pesquisa e inovação visa o desenvolvimento de novos procedimentos para a obtenção das substâncias afidicolina, ácido micofenólico e dos alcalóides alanditripinona, alantripinona B, alantrifenona e alantrileunona, todos metabólitos secundários com grande interesse comercial produzidos por fungos isolados de plantas tropicais. Um dos objetivos principais é inovar nas etapas de cultivo fúngico, extração e purificação destas substâncias. A afidicolina já se encontra em fase de testes pré-clínicos para o seu uso contra o vírus causador da herpes e o ácido micofenólico é o precursor de um importante medicamento imunossupressor, utilizado principalmente em pacientes que sofreram transplante renal. Entretanto, pouco é sabido com respeito à ação inseticida e herbicida destas substâncias, atividades estas que pretendemos checar também. Com relação aos alcalóides, somos o primeiro e até o momento único grupo de pesquisas a reportar tais substâncias. Neste caso, pretendemos checar a viabilidade de obtenção destas substâncias com altos rendimentos e suas aplicações como insumos agrícolas e farmacêuticos. Durante a Fase 1 de pesquisas associadas a este projeto (6 meses) foram apresentados os resultados que acreditamos demonstrar a viabilidade técnica e econômica deste projeto. Avanços na composição do meio de cultura forneceram aumentos da ordem de 550% de rendimento de obtenção do ativo afidicolina. De maneira similar, conseguimos aumentos da ordem de 5 vezes na obtenção do ativo ácido micofenólico. Testes biológicos indicaram que a afidicolina tem grande potencial para ser empregada como um protótipo de agente antitumoral. Os alcalóides obtidos em frações enriquecidas apresentaram efeito inibidor de células tumorais de colo de útero 4 vezes superior à droga padrão, a cisplatina. Assim, acreditamos que com a conclusão deste projeto, a ser realizada daqui a aproximadamente 2 anos com o final da Fase 2 de pesquisas, será possível empregar os processos fermentativos desenvolvidos para a comercialização de ingredientes farmacêuticos ativos (API) e de padrões analíticos de alta pureza. (AU)