Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica demográfica em áreas de expansão do cultivo da cana-de-açúcar no estado de São Paulo

Processo: 11/09185-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Demografia - Tendência Populacional
Convênio/Acordo: CNPq - Pronex
Pesquisador responsável:Jurandir Zullo Junior
Beneficiário:Joyce Caroline Alecci Meneghim
Instituição-sede: Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (CEPAGRI). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:08/58160-5 - Geração de cenários de produção de álcool como apoio para a formulação de políticas públicas aplicadas à adaptação do setor sucroalcooleiro nacional às mudanças climáticas, AP.PFPMCG.TEM
Assunto(s):Projeção populacional   Mudança climática   Cana-de-açúcar

Resumo

O Brasil é o maior produtor mundial de etanol de cana-de-açúcar sendo que o estado de São Paulo responde por 60% da produção nacional e 25% da mundial. As perspectivas para a expansão da área cultivada com cana-de-açúcar são muito favoráveis nos próximos anos e deve ser devidamente planejada, considerando as condições ambientais, energéticas, econômicas, sociais, políticas, culturais e demográficas diretamente associadas a ela. Uma expansão desordenada e mal planejada poderá ser desastrosa sob vários aspectos e fazer, até mesmo, que os impactos negativos superem os benefícios decorrentes do aumento da utilização de etanol no Brasil e no mundo. O grande desafio deste planejamento é que ele deve considerar simultaneamente vários fatores relacionados à cultura da cana-de-açúcar e seus produtos (açúcar e álcool) para que ele seja útil na definição de políticas públicas que façam desta expansão uma solução efetiva para a mitigação da emissão dos gases de efeito estufa e adaptação da agricultura nacional aos impactos das mudanças climáticas, caso elas ocorram realmente, e não produza impactos negativos superiores aos positivos. O problema científico a ser tratado pelo Projeto Temático consiste em estimar a contribuição efetiva do etanol de cana-de-açúcar para a mitigação das emissões dos gases de efeito estufa e a adaptação da agricultura nacional às mudanças climáticas nos próximos anos e décadas. Esta estimativa será baseada na elaboração de cenários que considerem os vários parâmetros envolvidos na produção de açúcar e álcool a partir da cana-de-açúcar, com base na experiência acumulada no país. Por tudo isso, as análises dos aspectos e processos referentes à produção de açúcar e álcool deve incorporar a dinâmica demográfica. A consolidação das áreas tradicionais de plantio e o surgimento de áreas de expansão poderão, por exemplo, promover transformações nos perfis sócio demográficos devidas aos seguintes aspectos principais: a) Oferta e demanda de mão-de-obra; b) Oferta e demanda de terras; c) Alteração na distribuição das populações urbana e rural; d) Distribuição da população nas diferentes categorias de cidades; e) Alteração no perfil do trabalhador diante da demanda de mão-de-obra qualificada frente às novas exigências tecnológicas da cultura canavieira e das produções de açúcar e álcool; f) Alteração na distribuição do emprego agrícola, em âmbitos regional e local; g) Ampliação dos padrões migratórios sazonais, com a inclusão de novas áreas; h) Consolidação do sistema de cidades, em função da necessidade de melhoria da infraestrutura para a distribuição da produção; i) Demanda potencial e demanda real de consumo e de mão-de-obra disponível em função das diferentes etapas da transição demográfica e das migrações que vivenciam tais cidades. (AU)