Busca avançada
Ano de início
Entree

Estéreos pessoais: atitudes, hábitos e queixas auditivas em jovens

Processo: 10/17571-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Katia de Almeida
Beneficiário:Luma Palmeira de Mello
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Audiologia   Audição

Resumo

a) Antecedentes científicos: O tempo que os jovens ficam expostos ao ruído como forma de lazer, pode ser uma das razões para o desenvolvimento da perda de audição. Em estudo realizado por Hoover e Krishnamurti (2010), ao aplicarem um questionário descobriram que jovens utilizavam os equipamentos de estéreos pessoais por menos de 2 horas diárias ao nível de volume seguro. Cerca de um terço dos entrevistados relataram se distraírem enquanto usava o equipamento, e mais de um terço dos ouvintes experimentaram a dor em seus ouvidos após uma sessão de uso do equipamento. Alguns entrevistados relataram ocasionalmente usarem esses equipamentos em volume máximo. Os pesquisados ainda afirmaram ser importante reduzir os níveis de volume, diminuir a duração de escuta, e comprar fones especiais para conservação da audição. Isto mostra que existe a preocupação com o eventual uso de equipamentos de estéreos pessoais.b) Objetivos: O objetivo do presente estudo é investigar, por meio de questionários, os hábitos auditivos de indivíduos jovens na faixa etária de 14 a 18 anos usuários ou não de estérios pessoais, explorando questões de saúde e segurança relacionadas ao uso dos mesmos.c) Casuística (Material) e métodos: Neste estudo quantitativo, exploratório e prospectivo, os jovens responderão a dois questionários que pretendem investigar os hábitos auditivos, frequência e duração do uso do equipamento, o nível do volume em que são utilizados esses equipamentos, quais os tipos de fones de ouvido, ambiente típico de uso e atividade relacionada ao uso desses equipamentos e a ocorrência de queixas dos jovens. Os questionários selecionados para aplicação são: 1. O questionário Youth Attitude to Noise Scale (YANS) desenvolvido por Olsen & Erlandsson em 2004, traduzido e validado para o português por Zocoli (2007). 2. O questionário desenvolvido por Hoover e Krishnamurti (2010) que será traduzidas para a língua portuguesa pelas autoras. d) Resultados esperados: O estudo pretende retratar o uso de equipamentos estéreos pessoais pelos jovens brasileiros como fizeram os estudos de Olsen & Erlandsson (2004) e Hoover e Krishnamurti (2010). Pretendemos traçar um perfil no que se refere aos hábitos auditivos, frequência e duração do uso do equipamento, nível do volume em que são utilizados, quais os tipos de fones de ouvido, ambiente típico de uso e atividades relacionadas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)