Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização histológica e imunoistoquímica de corpos lúteos de cadelas em diestro cíclico e gestacional

Processo: 11/01585-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Maria Denise Lopes
Beneficiário:Anderson Alves Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Cadelas   Gravidez   Fisiologia da reprodução   Diestro   Corpo lúteo   Fatores de crescimento do endotélio vascular

Resumo

A fase lútea das fêmeas caninas gestantes e não gestantes é característica da espécie e se assemelha de forma significativa principalmente no padrão de crescimento e regressão luteal. Avaliações mais específicas como análise histológica e imunomarcações dos corpos lúteos (CL) talvez possam demonstrar diferenças entre essas estruturas na fêmea gestante e não gestante. O objetivo desse estudo é caracterizar histologicamente o corpo lúteo (CL) e imunolocalizar o fator de crescimento endotelial vascular (VEGF) e o fator relacionado a proliferação celular (Ki-67) de cadelas em início do diestro cíclico e gestacional (aproximadamente até 25 dias após a onda de LH ). Serão utilizadas 12 fêmeas, adultas, divididas em 2 grupos: Grupo I (experimental) - constituídos por 7 cadelas que serão inseminadas nos dias D4 e D6 da onda pré-ovulatória de LH, por via vaginal, com sêmen fresco. Esse grupo será submetido à ovariohisterectomia (OSH) entre os dias 8 a 21 após a primeira inseminação. Grupo II (controle) - formado por 5 cadelas, não inseminadas, que serão submetidas a OSH entre 12 a 25 dias da onda pré-ovulatória de LH. Os ovários serão isolados, identificados e seccionados longitudinalmente para contagem do número de CLs; em seguida, porções do córtex ovariano contendo os CLs serão retiradas, armazenadas para processamento histológicos e imunoistoquímicos com objetivo de identificar o VEGF e o Ki-67.