Busca avançada
Ano de início
Entree

Diabetes e células-tronco: caracterização e relevância biológica na próstata ventral de camundongos espontaneamente diabéticos e predispostos ao diabetes frente à terapia insulínica ou imunoterapia com P-MAPA

Processo: 11/05919-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Wagner José Fávaro
Beneficiário:Fabrício da Silva
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Urologia   P-MAPA   Histopatologia   Diabetes mellitus   Células-tronco   Próstata   Insulina

Resumo

Estudos clínicos e experimentais indicam que o diabetes provoca drásticas alterações morfofisiológicas na glândula prostática. O conhecimento das células-tronco prostáticas (CTP) tem sinalizado novos caminhos e perspectivas para o entendimento do complexo funcionamento da próstata. Além disso, a ligação entre CTP e a origem das lesões prostáticas não é clara. Entretanto, a associação entre a ocorrência do diabetes e a caracterização das CTP ainda não foi descrito na literatura especializada. O imunomodulador P-MAPA, que por sua grande versatilidade e mínima toxicidade, reveladas através de estudos preliminares in vivo e in vitro, abre uma nova perspectiva para o combate de alguns tipos de cânceres, incluindo o prostático. Assim, o objetivo principal desse estudo será caracterizar as CTP tanto no compartimento epitelial como no estromal da próstata ventral de camundongos espontaneamente diabéticos e predispostos ao diabetes frente ao controle insulínico ou imunoterapia com P-MAPA. Um total de 25 camundongos machos da linhagem NOD (diabético não obeso) e 5 camundongos controles BALB/c/ Uni, com 14 semanas de idade, serão utilizados no estudo. Os camundongos NOD que apresentarem glicemia capilar e 300 mg/dL serão considerados diabéticos (NOD+), enquanto aqueles que não apresentarem diabetes durante o mesmo período serão considerados como predispostos (NOD-). Posteriormente, os animais serão divididos em seis grupos experimentais: Grupo Controle receberá injeções subcutâneas de soro fisiológico 0,9% (5 mL/Kg, s.c.) diariamente por 20 dias; Grupo NOD- receberá o mesmo tratamento que o grupo Controle; Grupo NOD- + P-MAPA receberá injeções subcutâneas de P-MAPA (5 mg/Kg, s.c.) diariamente por 20 dias; Grupo NOD+ receberá o mesmo tratamento que os grupos Controle e NOD-; Grupo NOD+ + Insulina receberá injeções subcutâneas de insulina (4-5UI, s.c.) diariamente por 20 dias; Grupo NOD+ + P-MAPA receberá o mesmo tratamento que o grupo NOD- + P-MAPA. Após 20 dias de tratamento, amostras do lobo ventral serão coletadas e submetidas às análises de morfológicas e imunohistoquímicas, além das dosagens hormonais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DURAN, NELSON; FAVARO, WAGNER J. BIOGENIC SYNTHESIS OF IMPORTANT ENVIRONMENTAL MINERALS: MAGNESIUM PHOSPHATE COMPOUNDS AND PERSPECTIVES. Química Nova, v. 41, n. 5, p. 567-576, MAY 2018. Citações Web of Science: 0.
NELSON DURÁN; WAGNER J. FAVARO. BIOGENIC SYNTHESIS OF IMPORTANT ENVIRONMENTAL MINERALS: MAGNESIUM PHOSPHATE COMPOUNDS AND PERSPECTIVES. Química Nova, v. 41, n. 5, p. -, Maio 2018.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.