Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do uso e manejo dos solos nos mecanismos de recarga das águas subterrâneas em uma bacia hidrográfica em área de afloramento do Sistema Aquífero Guarani

Processo: 11/07412-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Pesquisador responsável:Rodrigo Lilla Manzione
Beneficiário:Claudiane Otilia Paes
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ourinhos. Ourinhos , SP, Brasil
Assunto(s):Recursos hídricos   Aquíferos   Geoestatística   Monitoramento ambiental   Hidrogeologia   Permeabilidade do solo   Uso do solo

Resumo

O uso e a ocupação do solo por sistemas agrícolas exercem forte pressão sobre a disponibilidade de recursos hídricos superficiais e subterrâneos. Em áreas de recarga de aquíferos a infiltração da água no solo em profundidade é fundamental para que a demanda não supere a oferta de água. A diversidade de cultivos e métodos de manejo dos solos que se apresentam nessas regiões acaba influenciando de maneira distinta a dinâmica desse processo. Este trabalho tem como objetivo verificar os diferentes níveis de resposta do sistema aquífero em função do seu uso do solo e as alterações nas propriedades físico-hídricas do solo em uma bacia hidrográfica em área de recarga do Sistema Aquífero Guarani. Através de medidas de permeabilidade e grau de compactação dos solos, pretende-se fazer uma análise geográfica das causas, gerando mapas que representem os locais com maiores e menores níveis de degradação. Isso será feito através da análise espacial dos dados por técnicas geoestatísticas, buscando estabelecer relações principalmente entre os cultivos de cana-de-açúcar, eucalipto, citros e pastagens na Bacia do Ribeirão da Onça, Brotas/SP, com as fases do ciclo hidrológico e a recarga na área. A partir da descrição dos fenômenos pretende-se gerar informações que sirvam que auxiliem na tomada de decisão no plano de gestão da microbacia e no uso sustentável e proteção dos recursos hídricos subterrâneos em áreas de recarga. (AU)