Busca avançada
Ano de início
Entree

Subprojeto i (experimental): efeitos de micropartículas monocíticas na sinalização Akt de células endoteliais cultivadas. Subprojeto II (clínico): efeitos do tratamento anti-hipertensivo e hipolipemiante..

Processo: 11/50304-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2013
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Francisco Antonio Helfenstein Fonseca
Beneficiário:Carolina Nunes França
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Endotélio   Inibidores de hidroximetilglutaril-CoA redutases   Micropartículas   Hipertensão   Sistema renina-angiotensina

Resumo

Hipertensão é a principal causa de morte no mundo atualmente. A disfunção endotelial tem sido descrita tanto em estudos clínicos quanto experimentais, porém os mecanismos envolvidos não estão ainda bem estabelecidos. Embora já esteja descrito na literatura que a dislipidemia e a ativação do sistema renina-angiotensina (SRA) possam levar ao desenvolvimento da aterosclerose de forma independente, há pouca informação com relação ao efeito da terapia combinada (estatinas associadas os bloqueadores do SRA) nos mecanismos de restauração da função endotelial bem como na prevenção da hipertensão. Este estudo é subdividido em dois subprojetos: A parte experimental (subprojeto I) será desenvolvida na Alemanha e tem por objetivo avaliar possíveis modificações induzidas por micro partículas monocíticas na via de sinalização Pl3K/Akt de células endoteliais cultivadas. A etapa clínica (subprojeto II) ocorrerá no Brasil e terá o intuito de avaliar os efeitos da rosuvastatina e da candesartana nos níveis de micro partículas endoteliais e monocíticas em pacientes hipertensos com indicação para tratamento com os fármacos do estudo. Serão comparadas as respostas nos níveis das micros partículas entre o tratamento baseado na terapia diurética (hidroclorotiazida) ou com base no antagonista de cálcio (felodipina) e possíveis modificações decorrentes do uso concomitante de estatinas e de bloqueador do sistema renina angiotensina, em ambos os braços de tratamento. Estas análises buscam maior compreensão sobre resultados de estudos clínicos sugerindo diferenças em desfechos cardiovasculares em pacientes sob similares níveis pressóricos atingidos por diferentes anti-hipertensivos. Os aspectos a serem avaliados neste estudo são originais e contemplam aspectos ainda pouco estudados na literatura mundial. (AU)