Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso do espaço de catetos (Pecari tajacu) em paisagem silvicultural do centro-sul do estado de São Paulo

Processo: 11/06697-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2012
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luciano Martins Verdade
Beneficiário:Cecilia Kruszynski de Assis
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/60954-4 - Mudanças socioambientais no estado de São Paulo e perspectivas para a conservação, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Silvicultura   Densidade populacional   Caititus

Resumo

A mudança do uso da terra pode alterar o padrão de distribuição e abundância das espécies da fauna e flora, além dos processos de que elas participam. Para tanto, a abordagem trófica é útil para a compreensão dos impactos de tais alterações no uso da terra. Os catetos (Pecari tajacu) são importante fonte de biomassa para carnívoros de grande porte, além de serem dispersores de sementes, ocupando diversos habitats. Este estudo tem por objetivos estimar a densidade populacional e determinar o uso do espaço dos catetos nas fazendas Três Lagoas e Arca, localizadas no município de Angatuba, São Paulo, onde a matriz da paisagem é formada por eucaliptais implantados recentemente sobre áreas de pastagem exótica (Brachyarya spp.), por sua vez implantadas na década de 1970. De acordo com a população humana local, os catetos tornaram-se raros desde então. A hipótese deste estudo é de que as plantações de eucaliptos formem uma matriz mais permeável que as pastagens, fazendo com que os catetos possam se deslocar mais e usar um maior número de fragmentos florestais locais tendo, conseqüentemente, sua capacidade de suporte local ampliada. O levantamento do espaço e da densidade populacional dos catetos será feito em campanhas mensais de abril de 2011 a março de 2012. Para isso serão utilizados dois transectos lineares (oito e doze quilômetros), localizados nas duas microbacias locais. O uso do espaço pela espécie entre os eucaliptais e as Áreas de Preservação Permanente (APP) e Reserva Legal (RL) será comparado por meio do Teste de Qui-quadrado. A densidade populacional da área total de estudo será estimada por meio do software DISTANCE 6.0.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.