Busca avançada
Ano de início
Entree

A reabilitação cardiovascular em pacientes operados de endomiocardiofibrose em insuficiência cardíaca classes funcionais II e III

Processo: 11/10679-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Charles Mady
Beneficiário:Ana Luiza Carrari Sayegh
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/17529-9 - A reabilitação cardiovascular em pacientes operados de endomiocardiofibrose em insuficiência cardíaca classes funcionais II e III, AP.R
Assunto(s):Reabilitação cardíaca   Fibrose endomiocárdica   Exercício físico   Condicionamento físico   Qualidade de vida

Resumo

Endomiocardiofibrose (EMF) é uma cardiomiopatia restritiva que em estágio moderado ou avançado apresenta classificações funcionais II e III da New York Heart Association equivalentes à insuficiência cardíaca (IC), foi primeiramente descrita por Davies na Uganda em 1948, é de maior incidência em regiões tropicais e subtropicais do mundo, e é caracterizada pela deposição de tecido fibroso denso (colágeno tipo I) em áreas específicas do coração, contribuindo para disfunção diastólica ventricular. A Reabilitação Cardiovascular (RC) pode ser conceituada como a integração de intervenções, denominadas "ações não farmacológicas", para assegurar as melhores condições físicas, psicológicas e sociais para o paciente com doença cardiovascular e é um ramo de atuação na cardiologia que proporciona ao paciente condição clínica satisfatória, física, psicológica e laborativa, ela é de grande importância no tratamento de pacientes portadores de IC. Na RC há duas estratégias básicas: a que prioriza o exercício, e a que é reconhecida pela sigla CCR, de "comprehensive care rehabilitation", que pode ser traduzida por reabilitação cardíaca abrangente (RCA), na qual o exercício / condicionamento físico supervisionado é associado à educação em saúde, que objetiva além do exercício físico, a remoção do tabagismo, a reformulação de hábitos alimentares e o controle do estresse, qual é objeto deste estudo. Não existe na literatura estudo sobre sua aplicação em pacientes com EMF, possibilitando aventar-se a hipótese de que tal tratamento proporcione melhora na capacidade funcional máxima ao esforço e na qualidade vida aos pacientes com EMF, semelhantemente aos resultados encontrados em pacientes com IC. (AU)