Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização de amostras de Clostridium difficile isoladas de suínos e respectivos tratadores na produção suinícola

Processo: 11/50389-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Mario Júlio Ávila-Campos
Beneficiário:Tania Alen Coutinho
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Eletroforese em gel de campo pulsado   Suínos   Fezes   Clostridium difficile

Resumo

Clostridium difficile é um importante patógeno formador de esporos associado a doenças entéricas em humanos, suínos, eqüinos, cães e avestruzes. Nos últimos anos a incidência e a severidade da diarréia associada ao Clostridium difficile em humanos têm aumentado drasticamente e esta alteração no padrão epidemiológico da infecção tem sido . Atribuída à emergência de uma cepa hipervirulenta denominada, segundo métodos de tipagem, ribotipo 027/NAPI/toxinotipo III. Já a infecção em suínos por Clostridium difficile pode afetar clinicamente leitões até o sétimo dia de vida por meio de quadros que incluem diminuição do ganho de peso, diarréia e dispnéia. A exemplo do que vem acontecendo na área humana, o Clostridium difficile tem adquirido significativa importância entre as etiologias de diarréias neonatais em suínos, sendo que o bacilo é responsável por 30 a 50 % desses distúrbios nos Estados Unidos, Canadá e Europa. Suínos de idades mais avançadas raramente manifestam distúrbios relacionados ao Clostridium difficile, apesar de permanecerem como reservatórios inaparentes do mesmo. Estudos recentes têm reportado o isolamento cepas humanas e animais de Clostridium difficile que são geneticamente indistinguíveis, o que tem gerado preocupações em relação à implicação deste fato na saúde pública. A identificação de genótipos idênticos em humanos, animais de produção e produtos cárneos fornecem evidências de que a disseminação de esporos de Clostridium difficile por meio de produtos cárneos é passível de consideração e que animais, como os suínos, podem constituir potenciais fontes de contaminação aos humanos. Tendo em vista a emergência recente de Clostridium difficile tanto em humanos quanto em suínos e a possibilidade dos suínos representarem importante fonte de contaminação para humanos, esta investigação tem como objetivo caracterizar Clostridium difficile isolados de leitões na fase de aleitamento e terminação, respectivas fêmeas progenitoras e tratadores contactantes dos leitões. (AU)