Busca avançada
Ano de início
Entree

Cibele a atis na bretanha romana:as descobertas arqueologicas e os discursos de romanizacao e sexualidade.

Processo: 11/50437-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 23 de agosto de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia
Pesquisador responsável:Maria Isabel D'Agostino Fleming
Beneficiário:Renato Pinto
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Sexualidade   Religiões   Império Romano   Grã-Bretanha

Resumo

Nas últimas duas décadas, os estudos sobre a religião romana e o fenômeno da romanização têm gerado grandes debates a respeito das identidades construídas no passado e no presente. Contudo, a inter-relação entre a religião e as identidades sexuais não parece receber a mesma atenção. Tendo como arcabouço teórico a Arqueologia de Gênero e de Sexualidade, esta pesquisa analisará como se deram e se dão as interpretações arqueológicas dos escassos ou ambíguos vestígios materiais referentes ao culto de Cibele e de Átis na Bretanha Romana. Levada em conta a prática ritual do culto na Antigüidade - ao envolver a emasculação dos seus sacerdotes - a percepção da perda da masculinidade num contexto religioso levanta questões complexas a respeito da relação ou separação entre religião e sexo e da construção de discursos ideológicos tanto no passado quanto no presente. Primeiro, será feita uma síntese dos resultados divulgados sobre as descobertas em relatórios científicos, revistas especializadas e na mídia jornalística, desde o séc. XIX até hoje. Depois, serão estudados os parâmetros utilizados para a catalogação museológica dos artefatos encontrados. As teorias de gênero e de sexualidade podem prover novas correntes interpretativas arqueológicas que considerem a diversidade sexual humana na sociedade romano-bretã e apontem como o presente afeta nossa percepção das identidades do passado. (AU)