Busca avançada
Ano de início
Entree

Expressão e caracterização de duas proteínas de superfície de Leptospira interrogans

Processo: 11/08930-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de maio de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Ana Lucia Tabet Oller Do Nascimento
Beneficiário:Renan Francisco Domingos
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Leptospira interrogans   Leptospirose   Genomas

Resumo

A leptospirose é uma zoonose de importância global que nos últimos anos vem sendo considerada uma das principais doenças infecciosa emergentes. A distribuição geográfica da doença é principalmente cosmopolita estando associada à baixa qualidade de vida da população. No Brasil, como em outros países em desenvolvimento, a maioria das infecções ocorre através do contato com águas contaminadas por urina de ratos (principais reservatórios da doença). Nesses países, a ineficácia ou inexistência de infra-estrutura e saneamento básico adequado são condições favoráveis às epidemias. Para impedir a expansão e controlar a doença são necessários não só a "implementação" das formas "convencionais" de controle, mas também o desenvolvimento de novas estratégias. Atualmente, acredita-se que o desenvolvimento de uma vacina efetiva e com mínimos efeitos adversos seja uma estratégia importante para complementar as formas de prevenção e controle da doença. Neste sentido, vários estudos têm sido conduzidos visando identificar e caracterizar antígenos relevantes envolvidos no processo de interação patógeno-hospedeiro. Neste sentido, o projeto propõe identificar no genoma de Leptospira interrogans sorovar Copenhageni, clonar e caracterizar 2 proteínas (LIC11834 e LIC12253). Estes genes serão amplificados a partir do DNA genômico de L. interrogans, e os insertos de DNA clonados em vetores apropriados utilizando E. coli como sistema hospedeiro de expressão. As proteínas recombinantes serão purificadas por cromatografia de afinidade a metal, analisadas quanto a sua estrutura pela técnica de dicroísmo circular e a imunogenicidade avaliada em soros de camundongos imunizados com as proteínas por ELISA e/ou Western blotting. Será estudada a ligação das proteínas recombinantes obtidas com componentes da matriz extracelular; com componentes do sistema complemento humano, como o fator H, com plasminogênio, e fibrinogênio a fim de avaliarmos o envolvimento dessas proteínas no processo de adesão e patogenicidade de L. interrogans. A atividade de imunoproteção em modelo animal também será analisada para sabermos se estas proteínas são interessantes para comporem uma nova vacina contra leptospirose. (AU)