Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial metanogênico de gorduras do leite hidrolisadas como coadjuvantes na estabilização de esterco bovino

Processo: 11/03723-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Giovana Tommaso
Beneficiário:Pedro Augusto Soares e Silva
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Assunto(s):Digestão anaeróbia   Tratamento anaeróbio   Metanogênese

Resumo

Lipídeos contidos em resíduos de laticínios além de representarem uma perda industrial importante, interferem negativamente nos sistemas de tratamento de efluentes inibindo a atividade microbiana do consórcio. Como forma de minimizar o problema, pré-tratamentos com lipases são realizados, porém além de glicerol, ácidos graxos de cadeia longa (AGCLs) são principais produtos dessa hidrólise, em muitos casos, esses últimos inibem a conversão metanogênica. Para estudar mais detalhadamente o problema, o presente projeto objetiva verificar o incremento da produção metanogênica advinda da biodigestão anaeróbia de esterco de bovino em função do fornecimento de gordura de efluentes de laticínio após pré-tratamento com duas enzimas lipolíticas, sendo uma éster-inespecífica, obtida de Cândida rugosa, e a outra éster-específica, obtida de Geotrichum candidum. Primeiramente, as enzimas serão caracterizadas bioquimicamente atuando sob as gorduras do leite. Depois serão determinadas as condições ótimas de hidrólise das gorduras do leite no tocante a tempo e temperatura de processo e, por fim, a produção metanogênica advinda da estabilização de esterco bovino combinado com gorduras de laticínios hidrolisadas e in natura será determinada. Acredita-se que a otimização na digestão anaeróbia de lipídeos, em muito contribuirá para o saneamento ambiental das indústrias emissoras de efluentes gordurosos, assim como para o aumento de sua sustentabilidade financeira, uma vez que um combustível limpo e ambientalmente correto é gerado nessas condições.