Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do mobiliário domiciliar do idoso na posição sentada

Processo: 11/01932-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2011
Vigência (Término): 30 de junho de 2012
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Maria Luísa Guillaumon Emmel
Beneficiário:Luiza Oliva Paganelli
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia ocupacional   Idosos   Tecnologia assistiva   Mobiliário   Domicílio

Resumo

O envelhecimento é conceituado como um processo dinâmico e progressivo, no qual há modificações morfológicas, funcionais, bioquímicas e psicológicas, que determinam perda da capacidade de adaptação do indivíduo ao meio ambiente, ocasionando maior vulnerabilidade e maior incidência de processos patológicos (PAPALÉO NETTO, 1996). Analisando as variadas e numerosas perdas que a pessoa idosa apresenta, bem como suas conseqüências funcionais, vê-se a necessidade de fornecer alguns cuidados que proporcionem um envelhecimento saudável. Um dos aspectos a serem considerados é que os idosos dispensam muito tempo do seu dia na posição sentada e que isto pode prejudicar o seu estado de saúde se não for realizada em uma posição correta e em um mobiliário adequado. Tais constatações levaram ao desenvolvimento desta pesquisa, que tem por objetivo avaliar mobiliários no domicílio de idosos, com a finalidade de verificar suas principais medidas e características, bem como levantar as principais inadequações dos móveis que podem influenciar negativamente na boa postura, funcionalidade, conforto, segurança, qualidade de vida, autonomia e independência da pessoa idosa. A avaliação será feita com 30 idosos fisicamente ativos que tenham entre 65 a 75 anos, e que não sejam portadores de deformidades físicas, de doenças neurológicas ou degenerativas. Para a coleta de dados, foram construídos dois instrumentos a serem aplicados: um Roteiro para Avaliação dos Mobiliários do Idoso na Posição Sentada e um Roteiro de Medidas Antropométricas na Posição Sentada. Após a coleta, os dados serão organizados e sofrerão análises quantitativas, uma vez que se pretende trata-los por meio de técnicas estatísticas para verificar a significância das informações levantadas, explicar a influência de uma variável sobre a outra e investigar a relação de causalidade entre os fenômenos.